Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#58449
Ao dizer que sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância, o filósofo ateniense Sócrates estimula a busca por conhecimento, objetivando assim a formação de uma sociedade consciente de suas falhas e disposta a repará-las. Nesse âmbito, a análise do comportamento da população brasileira mediante a um de seus principais problemas, permite uma alusão ao princípio de Sócrates e consequentemente à transgressão do mesmo. A violência contra a mulher, ato lesivo baseado no gênero, tem se mostrado crescente no cotidiano. Sendo assim, é necessário ultrapassar a ignorância e encontrar soluções para minimizar essa situação.
Em primeiro plano, é imprescindível ressaltar que o Brasil está em 5° lugar nos países com maior índice de feminicídio, de modo que, a cada 7 horas uma mulher é assassinada. Esses dados são críticos e recebem caráter histórico e estrutural, ou seja, desde os primórdios da civilização humana as mulheres enfrentam o patriarcado, o autoritarismo e supremacia do masculino mediante ao feminino. Kant exterioriza o caráter do homem baseado na sua educação, portanto, as raízes dessa desigualdade sustentam sua persistência através da transmissão sucessiva de gerações.
Em segundo plano, há leis que já são orquestradas com o intuito de diminuir a violência doméstica e familiar contra a mulher na sociedade brasileira, como a Lei Maria da Penha. A juíza de Direito Fabriziane Stellet evidencia a efetividade dessa lei e acredita que medidas protetivas de urgência e a inovação das normas são o início do rompimento do ciclo de violência, com sinal claro por parte da vítima de que não aceita mais a situação de subordinação e subjugação. Outrossim, em inúmeros casos, os transtornos psicológicos e físicos decorrentes da prática levam ao medo e vergonha da denúncia e a preferência pelo silêncio.
Depreende-se, desta forma, que a ignorância da sociedade citada por Sócrates e as raízes de uma civilização patriarcal são os principais motivos para a persistência da violência contra a mulher no Brasil. Nessa lógica, é imperativo que o Governo Federal continue efetuando leis e medidas protetivas que assegurem assistência, segurança e o bem estar da vítima. Ademais, a disseminação de debates sociais em ambientes escolares é indispensável para conscientizar o cidadão e construir seu caráter, confirmando de modo positivo a diretriz de Kant. Feito isso, os índices de violência contra a mulher no Brasil entrarão em declínio, garantindo uma sociedade mais justa e igualitária.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A pandemia de negacionismo no mundo

Sob a perspectiva histórica, é fato[…]

Em uma sociedade onde ler se tornou tedioso, utili[…]

• O Aumento dá violência contra […]

Akirakun18 , Andree Desculpa te incomodar,mas […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM