Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#42980
Segundo São Tomás de Aquino, todos os indivíduos de uma sociedade democrática possuem a mesma importância. No entanto, em razão do patriarcado existente desde o início da sociedade, muitas mulheres continuam sendo violentadas no decorrer das décadas, ao serem consideradas, muitas vezes, menos importantes e submissas aos homens. Isso ocorre em virtude do receio de denunciar os agressores e da insuficiência legislativa.

A princípio, é importante ressaltar que o problema persiste na maioria das vezes em detrimento da insegurança feminina em relatar os atos de violência que sofrem, desde físicos à psicológicos. Visto que, muitas mulheres são julgadas e até “culpadas” pelas agressões, seja por não atender as vontades do companheiro ou por seu comportamento. De acordo com o filósofo alemão Karl Marx, a classe dominante nunca deseja que a situação mude, pois se encontra em uma situação confortável. Assim, os agressores se sentem confortáveis em agredi-las, transgredindo o direito das mesmas.

Ademais, outra causa preponderante para a perpetuação do problema é a carência legislativa. Porquanto os atos de violência continuam aumentando apesar da existência da Lei Maria da Penha, sancionada no ano de 2006, que visa proteger a mulher da violência doméstica ou familiar. Por conseguinte, dados colhidos pelo Mapa da Violência mostram que entre 1980 e 2010 quase 100 mil mulheres foram assassinadas. Logo, fica claro que a lei precisa ser aplicada de maneira mais rígida e consistente.

Depreende-se, portanto, que medidas precisam ser tomadas para resolver esse impasse de forma eficiente. Dessa forma, é imprescindível que o Poder Legislativo modifique a Lei Maria da Penha, por meio da análise de casos em que os agressores são liberados após pagamento de fiança e voltam agredir ou assassinam a vítima, a fim de dar maior segurança e apoio correto às mulheres, o que diminuirá o receio em denunciar. Dessa maneira, a ideia de São Tomás de Aquino será concretizada.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#43158
A sua redação tá mt boa e eu so tenho uma coisa pra dizer, acho que vc poderia melhorar a sua conclusão!
Ela tbm ta mt boa mas tá faltando algo, acho q se vc colocasse mais propostas ela ficaria mais "forte"
E não se esqueça, existe uma competência que avalia SOMENTE a proposta de intervenção.
mas parabéns sua redação tá mt boa!!!
#43209
@Clara0109, oi!

Legenda:
ERRO
SUBSTITUIÇÃO/SUGESTÃO
MELHORÁVEL
DESNECESSÁRIO
(IDENTIFICAÇÃO DOS 5 ELEMENTOS)
(MEUS COMENTÁRIOS)
REPETIÇÃO

Segundo São Tomás de Aquino, todos os indivíduos de uma sociedade democrática possuem a mesma importância. No entanto, em razão do patriarcado existente desde o início da sociedade, muitas mulheres continuam sendo violentadas no decorrer das décadas, ao serem consideradas, muitas vezes, menos importantes e (1) submissas aos homens. Isso ocorre em virtude do receio de denunciar os agressores e da insuficiência legislativa.(2)
(1) :arrow: Aqui você poderia ter feito uma estrutura diferente, do jeito que você colocou deu a entender que as mulheres são menos submissas aos homens, acho que não foi essa ideia que quis passar né? Poderia colocar assim: "...menos importantes, além da ordem de que elas precisam ser submissas...", a minha colocação não ficou muito boa, mas é mais ou menos isso kkkkk.
(2) :arrow: Foi uma passagem muito brusca, procure relacionar melhor a contextualização para depois colocar os argumentos.


A princípio, é importante ressaltar que o problema persiste na maioria das vezes em detrimento da insegurança feminina em relatar os atos de violência que sofrem, desde físicos à (não tenho certeza se essa crase deveria ser usada aqui, pelo fato de "psicológicos" ser masculino) psicológicos. (3) Visto que, muitas mulheres são julgadas e até culpadas pelas agressões, seja por não atender as vontades do companheiro ou por seu comportamento. De acordo com o filósofo alemão Karl Marx, a classe dominante nunca deseja que a situação mude, pois se encontra em uma situação confortável. Assim, os agressores se sentem confortáveis em agredi-las, transgredindo o direito das mesmas. ("mesmo" não pode ser usado para fazer retomada)
(3) :arrow: Aqui caberia uma vírgula, você está se referindo à oração anterior e o ponto final quebrou a progressão.
PS: Não cite um repertório no final, porque desse jeito você não terá muitas linhas para desenvolvê-lo. Perceba que você começou em uma ideia e terminou em outra, estava falando sobre o receio das mulheres de denunciar e acabou dizendo sobre a soberania dos homens. Cuidado com isso! Foque em um argumento só.
@Anna1, poderia me ajudar com a dúvida da crase?

Ademais, outra causa preponderante para a perpetuação do problema é a carência legislativa. (4) Porquanto os atos de violência continuam aumentando apesar da existência da Lei Maria da Penha, sancionada no ano de 2006, que visa proteger a mulher da violência doméstica ou familiar. Por conseguinte, dados colhidos pelo Mapa da Violência mostram que entre 1980 e 2010 quase 100 mil mulheres foram assassinadas. Logo, fica claro que a lei precisa ser aplicada de maneira mais rígida e consistente.
PS: Não se esqueça de desenvolver o seu repertório, aqui você só apresentou o seu argumento mas não o desenvolveu.
(4) :arrow: Novamente, creio que aqui caberia uma vírgula, pois você está explicando o que disse anteriormente.

Depreende-se, portanto, que medidas precisam ser tomadas para resolver esse impasse de forma eficiente. Dessa forma, é imprescindível que o Poder Legislativo modifique a Lei Maria da Penha (agente+ação), por meio da análise de casos em que os agressores são liberados após pagamento de fiança e voltam a agredir ou
até mesmo assasinar assassinam a vítima, (meio) a fim de dar maior segurança e apoio correto às mulheres, o que diminuirá o receio em denunciar. (finalidade) Dessa maneira, a ideia de São Tomás de Aquino será concretizada.
PS: A sua conclusão precisa de um detalhamento, mostrando como essa análise pode acontecer.

Você escreve muito bem! Tome cuidado com o desenvolvimento e com a quebra da progressão textual. Continue praticando!
Qualquer dúvida estou à disposição, bons estudos! :D
#43762
Clara0109 escreveu:@Jeniffeeee, obrigada pela correção detalhada , vou refazer e corrigir a redação, ainda estou tentando melhorar minha argumentação, esse é meu maior problema. As vezes me perco um pouco, mas vou corrigir, muito obrigada :D
É assim mesmo, a C3 é um grande bicho de sete cabeças para o aluno :lol:
Sempre tente escrever como se estivesse debatendo o tema com um amigo, isso pode te ajudar a desenvolver o repertório.

Contextualização Apresenta&cced[…]

Sua nota ficou 640! Espero ter ajudado! ;)

Impacto das Fake News

A mentira quando é falada várias vez[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM