Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#40759
Antes de lerem o texto, deixem eu colocar uma observação aqui: Meu professor de redação pediu apenas uma tese e um parágrafo de desenvolvimento, por isso o texto não tem os 2 parágrafos de desenvolvimento necessários para o ENEM, espero que entendam, agora vamos para o Texto:



No livro “Extraordinário”, escrito pela americana R. J. Palacio, Auggie Pullman é um garoto que sofre bullying em sua escola por causa de uma deformação facial – fruto de um problema genético – sendo vítima de piadas, rumores e excluído pelo restante de seus colegas. Fora da ficção, percebe-se também na atualidade, a permanência do bullying na sociedade brasileira. Tal fato ocorre, entre muitos outros fatores, por consequência da naturalização desse problema, tornando difícil sua cessação.

Em primeiro plano, é importante notar que a maioria da população brasileira já teve contato com esse tipo de violência. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Ministério da Educação (MEC), 69,7% dos estudantes já presenciaram atos de violências físicas e psicológicas dentro da escola. Todavia, muitas dessas testemunhas não denunciam o ocorrido, seja por medo de também serem vítimas do bullying ou por temerem ser desacreditadas pelos adultos responsáveis. Consequentemente, com a problemática não resolvida, o violentado poderá um dia tornar-se o violentador, de modo que um ciclo vicioso do problema ocorra, dificultando ainda mais seu fim.

Portanto, urge que o Ministério da Educação, por meio de verbas destinadas às escolas, proponha palestras e debates sobre o bullying para os estudantes, de modo que eles sejam conscientizados sobre o problema. Outrossim, faz-se necessário que as escolas proporcionem projetos de apoio às vítimas dessa agressão, por meio da contratação de psicólogos e servidores apropriados para o problema, de modo que outras pessoas sejam incentivadas a denunciá-lo, fazendo com que essa problemática acabe. Só assim, como no final do livro “Extraordinário”, poder-se-á ter uma sociedade escolar justa a todas as pessoas.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Segundo jean-paul Sartre "A violência, […]

Segundo o sociólogo polonês Zygument[…]

O artigo sexto da Constituição Feder[…]

Logo mais te trago comentários. Obrigada […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM