Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
Por nogmari
#45131
A pandemia gerada pelo novo coronavírus(COVID-19) ocasionou o isolamento social que, por sua vez, gerou mudanças significativas na sociedade, tendo maior impacto na vida daqueles que possuem baixa renda tornando inquestionável a necessidade de discussões sobre o agravamento das diferenças sociais no meio atual. Dentre os inúmeros aspectos que evidenciam essa problemática, é possível citar a má distribuição de renda. Além disso, o desemprego em massa é outro complicador do cenário descrito. Portanto, indubitavelmente, necessita-se de um debate para reverter esse panorama.
É importante pontuar, de início, que a concentração de capital na mão de poucos torna-se um entrave para o acesso igualitário da nação aos serviços, contribuindo para a desigualdade durante o surto. Tendo em vista que, de acordo com a ONU, o Brasil é o 2° país com maior concentração de renda do mundo, confirmando a diferença pública. Desse modo, percebe-se a negligência do poder estatal no auxílio às famílias com instabilidade financeira, que vivem de forma precária e com bloqueios no acesso à subsídios e direitos básicos, como educação e saúde.
É essencial pontuar, ainda, que o chamado lockdown colaborou para a fortificação da desigualdade social. Haja vista que a maioria da população foi demitida de seus cargos, ficando sem trabalho fixo e tendo a necessidade de violar o isolamento para garantir as condições necessárias de sustento, visto que segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) mais de 10 milhões de pessoas no Brasil são trabalhadores informais, logo, não possuem seus direitos trabalhistas assegurados. Segundo dados divulgados pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), cerca de 15 milhões(17,2%) estavam afastados de seus empregos, enquanto 8,8 milhões (13,2%) trabalharam de forma remota, em home office. Logo, é imperioso criar ações contundentes para mitigar os efeitos da pandemia e formular políticas públicas que permitam trabalhos seguros.
Destarte, analisando a realidade abordada, são improrrogáveis ações estatais para sanar a desigualdade social. Desse modo, urge que o Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, garanta o acesso a serviços de qualidade às classes mais vulnerabilizadas, a partir de fiscalizações da distribuição de renda. Uma vez que, através dessa ação, o acesso à subsídios será um direito neutro a todos. Assim será possível reverter o panorama injusto.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#45167
Contextualização
Apresentação do tema
Tese
Tópico Frasal
Dados
Argumentação
Arrematação da Tese
Arrematação de tese na conclusão
Elementos da proposta de intervenção
Frase de efeito
Termos coesivos
Comentários

( Faltou o termo coesivo!)

A pandemia gerada pelo novo coronavírus(COVID-19) ocasionou o isolamento social que, por sua vez, gerou mudanças significativas na sociedade, tendo maior impacto na vida daqueles que possuem baixa renda tornando inquestionável a necessidade de discussões sobre o agravamento das diferenças sociais no meio atual. Dentre os inúmeros aspectos que evidenciam essa problemática, é possível citar a má distribuição de renda. Além disso, o desemprego em massa é outro complicador do cenário descrito. Portanto, indubitavelmente, necessita-se de um debate para reverter esse panorama.( Esclareça esse debate! Na sua introdução noto a contextualização, a apresentação do tema, mas não vejo a tese. É necessário esclarecer a tese!)

É importante pontuar, de início, que a concentração de capital na mão de poucos torna-se um entrave para o acesso igualitário da nação aos serviços, contribuindo para a desigualdade durante o surto.Tendo em vista que, de acordo com a ONU, o Brasil é o 2° país com maior concentração de renda do mundo, confirmando a diferença pública.Desse modo, percebe-se a negligência do poder estatal no auxílio às famílias com instabilidade financeira, que vivem de forma precária e com bloqueios no acesso à subsídios e direitos básicos, como educação e saúde.[/color](Nesse desenvolvimento sua arrematação de tese está ok. Porém, vejo o s dados comprovativos ,mas não vejo sua argumentação. É necessário haver uma abordagem do tema no parágrafo!)

É essencial pontuar, ainda, que o chamado lockdown colaborou para a fortificação da desigualdade social. Haja vista que a maioria da população foi demitida de seus cargos, ficando sem trabalho fixo e tendo a necessidade de violar o isolamento para garantir as condições necessárias de sustento, visto que segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) mais de 10 milhões de pessoas no Brasil são trabalhadores informais, logo, não possuem seus direitos trabalhistas assegurados. Segundo dados divulgados pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), cerca de 15 milhões(17,2%) estavam afastados de seus empregos, enquanto 8,8 milhões (13,2%) trabalharam de forma remota, em home office. Logo, é imperioso criar ações contundentes para mitigar os efeitos da pandemia e formular políticas públicas que permitam trabalhos seguros.( Nesse desenvolvimento vejo apenas seus dados comprovativos para validar sua argumentação, porém não vejo a abordagem. É necessário haver uma argumentaççao do assunto e você não fez. A arrematação de tese não está ok. Nela diz que o problema precisa de solução, algo a ser dito na conclusão, logo, desnecessário trazer isso para o desenvolvimento!)

Destarte, analisando a realidade abordada, são improrrogáveis ações estatais para sanar a desigualdade social. Desse modo, urge que o Governo Federal( Agente), por meio do Ministério da Cidadania, ( Meio)garanta o acesso a serviços de qualidade às classes mais vulnerabilizadas( Ação), a partir de fiscalizações da distribuição de renda.( Meio da ação) Uma vez que, através dessa ação, o acesso à subsídios será um direito neutro a todos( Finalidade). Assim será possível reverter o panorama injusto.( Conclusão incompleta. Faltou o Detalhamento da proposta!)

Sua redação não é ruim , mas carece de aspectos relevantes. Estude principalmente argumentação, tese, arrematação da tese e proposta de intervenção!
No mais, é só! :D

Claramazonas , XxDamastco pode corrigir pfv ?[…]

muito obrigado, vou fazer outras redaç&otil[…]

Vejam pf :?

XxDamastco por favor preciso da sua corre&ccedi[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM