Avatar do usuário
Por KaioP366
Quantidade de postagens
#128921
No álbum ‘Mr. Morale and the Big Steppers’ do aclamado músico norte-americano Kendrick Lamar na faixa ‘Father Time’ o compositor narra: “Homens de verdade não precisam de terapia”, refletindo o estigma relacionado ao autocuidado em meios masculinos. No Brasil, esse descrédito também é presente na sociedade resultando em doenças urológicas como problemas da próstata, cálculos renais e câncer de pênis, revelando a negligência da saúde masculina. Com efeito, a desconstrução do preconceito, bem como do machismo são iniciativas capazes de fazer com que esse dilema seja atrasado com a devida importância.

Primeiramente, o preconceito motiva a falta de cuidado à saúde dos homens, Nesse sentido, Voltaire – um dos maiores expoentes do iluminismo – define o preconceito como uma opinião sem conhecimento. Desse modo, os homens sofrem devido a essa ignorância, pois segundo dados divulgados em 2011 pelo G1, apenas 30% dos homens não possuem medo de ir ao médico quando surgem sintomas. Dessa forma, com o preconceito relegado pelos homens às consultas médicas, a saúde masculina bem aplicada é impossível.

Diante desse cenário, o machismo fomenta a negligência no cuidado masculino, Dessa maneira uma das maiores autoras anglófonas Chimamanda Ngozi Adichie destaca que “O problema da questão de gênero é que ela prescreve como devemos ser em vez de reconhecer como somos “. Logo, o exame de toque retiraria a masculinidade do indivíduo nesse contexto, bem como o diagnóstico de impotência sexual, ambos os casos são vexatórios na sociedade machista e falocêntrica contemporânea. Assim, enquanto o machismo for a regra, o bem-estar masculino será a exceção.

É urgente, portanto, que medidas sejam tomadas para valorizar a saúde masculina. Nessa perspectiva, as escolas – responsáveis pela transformação social – devem desconstruir o preconceito referente ao autocuidado masculino, por meio de aulas e palestras capazes de diminuir o receio dos homens em ir ao médico. Essa iniciativa teria finalidade de mitigar o machismo e de garantir que o Brasil seja uma nação igualitária e, de fato, saudável.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Avatar do usuário
Por KaioP366
Quantidade de postagens
#128923
@Sabina
@Deivson123
@ranya18
@Katsmoking
@andreia567
@besourokafka
@juliapalhao
@Emanuellsil
@Flicker2307



Algum de vocês pode por favor corrigir minha redação? Para aqueles que se disponibilizarem, peço que após a correção aponte os erros principais cometidos no texto, de preferência por ordem de relevância, e que me digam onde devo melhorar. <3

Outra solicitação, os temas que eu havia escolhido para redigir textos se esgotaram, se possuírem temas interessantes, complexos e relevantes na contemporaneidade do país, peço por favor que me indiquem, pois preciso enriquecer meu repertório.
0
Avatar do usuário
Por Flicker2307
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#128947
Olá @KaioP366! Li o seu texto e vou mostrar a seguir o que achei.

Introdução:
No álbum {"} Mr. Morale and the Big Steppers {"} do aclamado músico norte-americano Kendrick Lamar na faixa {"} Father Time{"} o compositor narra: “Homens de verdade não precisam de terapia”, refletindo o estigma relacionado ao autocuidado em meios masculinos. {Nesse contexto,} no Brasil, esse descrédito também é presente na sociedade {,} resultando em doenças urológicas como problemas da próstata, cálculos renais e câncer de pênis, revelando a negligência da saúde masculina. Com efeito, a desconstrução do preconceito, bem como do machismo {,} são iniciativas capazes de fazer com que esse dilema seja atrasado {tratado} com a devida importância.

1. É encontrado alguns erros de pontuação.
2. Muitas palavras usadas com gerúndio (marquei com essa cor) pode atrapalhar a fluência da leitura e na progressão do seu texto.
3. Senti que você já começou a desenvolver uma solução na última frase ("iniciativas capazes de fazer com que..."). Tome cuidado com isso. Para resolver esse problema sugiro você a reforçar que o tema é uma problemática e que necessita de solução.


D1:
Primeiramente, o preconceito motiva a falta de cuidado à saúde dos homens,. Nesse sentido, Voltaire – um dos maiores expoentes do iluminismo – define o preconceito como uma opinião sem conhecimento. Desse modo, os homens sofrem devido a essa ignorância, pois segundo dados divulgados em 2011 pelo G1, apenas 30% dos homens não possuem medo de ir ao médico quando surgem sintomas. Dessa forma, com o preconceito relegado pelos homens às consultas médicas, a saúde masculina bem aplicada é impossível.

1. "Primeiramente" não é um conectivo recomendado para ser utilizado. Não interfere na ideia, mas algum corretor pode considerar inadequado. Logo, sugiro que troque (Ex: Sob esse viés, Dessa forma).
2. Você poderia ter desenvolvido mais seu argumento, utilizando exemplos do dia a dia.
3. Achei que a palavra relegado não cabia na frase, visto que tornou ela confusa.


D2:
Diante desse cenário, o machismo fomenta a negligência no cuidado masculino, {.} Dessa maneira {,} uma das maiores autoras anglófonas{,} Chimamanda Ngozi Adichie {,} destaca que “O problema da questão de gênero é que ela prescreve como devemos ser em vez de reconhecer como somos “. Logo, o exame de toque retiraria a masculinidade do indivíduo nesse contexto, bem como {,} o diagnóstico de impotência sexual, ambos os casos são vexatórios na sociedade machista e falocêntrica contemporânea. Assim, enquanto o machismo for a regra, o bem-estar masculino será a exceção.

1. Foram encontrados erros de pontuação.
2. ambos os casos -> poderia ser retirado do texto.


Conclusão:
É urgente, portanto, que medidas sejam tomadas para valorizar a saúde masculina. Nessa perspectiva, as escolas – responsáveis pela transformação social – devem desconstruir o preconceito referente ao autocuidado masculino, por meio de aulas e palestras capazes de diminuir o receio dos homens em ir ao médico. Essa iniciativa teria finalidade de mitigar o machismo e de garantir que o Brasil seja uma nação igualitária e, de fato, saudável.

1. Muito boa a conclusão, porém restringiu a apenas parte da sociedade ao sugerir as escolas como agente. Já que esse assunto está presente em todas as camadas sociais, as mídias sociais seria uma opção mais certeira.


Bem, gostei do seu texto. Você domina o tipo de texto dissertativo-argumentativo e consegue falar sobre o tema. Porém, espero que se atente, principalmente, aos erros de pontuação e a construção da sua argumentação (que eventualmente fica incompleta).

Você pediu temas para praticar, certo? Acho interessante fazer sobre "Arquitetura hostil no Brasil" e "O impacto da Inteligência Artificial (IA) no contexto nacional"

Espero ter ajudado você de alguma forma. Te desejo uma boa escrita.

Assinado por Flicker2307
0
Avatar do usuário
Por KaioP366
Quantidade de postagens
#129096
Muito obrigado pela sua ótima correção @Flicker2307, nas próximas redações irei desenvolver os pontos citados por você. Também agradeço pelas sugestões de tema.

O seu texto é muito bem feito, intuitivo e destacado, há um tempo que usufruo desse forúm, porém, não colaboro corrigindo redações e ajudando outros estudantes, mesmo quando me marcam em suas postagens. Faço isso por motivos de insegurança, mas continuarei aprendendo para em breve auxiliar os outros, usarei sua bela análise como inspiração.

<3
1
Avatar do usuário
Por Flicker2307
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#129100
Muito obrigada pelo retorno! Comecei a corrigir redações recentemente e sempre existe essa insegurança de estar sendo equivocada na pontuação ou correção em si, mas pesquiso bastante antes de falar algo (as vezes erros até passam despercebidos). Enfim, fico feliz de poder ter te ajudado e agradeço pelo elogio!

Assinado por Flicker2307
1
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
1 Respostas 
253 Exibições
por RayaneSC
1 Respostas 
1088 Exibições
por 0573764
0 Respostas 
229 Exibições
por Vinicius100
0 Respostas 
68 Exibições
por TavioCorteze
A negligência com o meio ambiente no Brasil
por Tierspace    - In: Outros temas
0 Respostas 
89 Exibições
por Tierspace
Negligência contra os idosos no Brasil
por isabellyx    - In: Outros temas
0 Respostas 
47 Exibições
por isabellyx
1 Respostas 
95 Exibições
por keilane86
0 Respostas 
91 Exibições
por luizamains
0 Respostas 
114 Exibições
por lauralerner
0 Respostas 
70 Exibições
por Ricard1285

A Declaração Universal dos Direitos […]

ㅤㅤEm um cenário de constantes transforma&cc[…]

A relação do homem com o trabalho, a[…]

Abandono paterno no Brasil

Caiunao

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM