• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#68426
O filme "Coringa" retrata a condição da saúde mental do protagonista e, principalmente, reflete sobre como a sociedade colabora com a marginalização dos indivíduos que possuem os distúrbios psíquicos. Apesar de ser uma ficção, essa discriminação também ocorre na realidade educacional do Brasil. Sendo assim, urge a análise da necessidade de debater as doenças mentais nas escolas, visto que é preciso mitigar a falta de empatia e proporcionar um melhor desenvolvimento aos estudantes.

Nesse contexto, cabe destacar que a persistência da discriminação no Brasil contra os doentes mentais está relacionada com a falta de empatia da população. Sob essa perspectiva, a cantora Luisa Sonza relatou que sofreu com a depressão e a ansiedade após receber comentários ofensivos sobre o termino de seu relacionamento e, consequentemente, esse fato reflete claramente a pouca preocupação do público com o estado de saúde mental da famosa. Por isso, algumas pessoas preferem evitar o debate sobre as doenças mentais por medo de serem julgadas negativamente.

Ademais, vale salientar que a necessidade de se debater os problemas mentais é essencial para o desenvolvimento pessoal e acadêmico dos estudantes. A partir disso, de acordo com o líder político sul-africano Nelson Mandela, a educação é a melhor arma para mudar o mundo, assim, nota-se, que o sistema educacional é capaz de transformar e ensinar os estudantes a evitarem transtornos mentais de maneira mais rápida com a ajuda de profissionais qualificados.

Portanto, fica exposta a necessidade de debater as doenças nas escolas. Destarte, o Ministério da Educação - responsável pela qualidade educativa dos brasileiros - deve investir nos projetos de palestras e debates estudantis semestrais, por meio do acompanhamento de psicólogos e psicopedagogos, tendo a finalidade de abordar temas relacionados à manutenção de uma mentalidade saudável. Por fim, será possível contribuir para o surgimento de uma geração mais empática e capaz de lidar com as questões mentais sem marginalizar os indivíduos como ocorre em "Coringa".
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#68763
O filme "Coringa" retrata a condição da saúde mental do protagonista e, principalmente, reflete sobre como a sociedade colabora com a marginalização dos indivíduos que possuem os distúrbios psíquicos. Apesar de ser uma ficção, essa discriminação também ocorre na realidade educacional do Brasil. Sendo assim, urge a análise da necessidade de debater as doenças mentais nas escolas, visto que é preciso mitigar a falta de empatia e proporcionar um melhor desenvolvimento aos estudantes.

Nesse contexto, cabe destacar que a persistência da discriminação no Brasil contra os doentes mentais está relacionada com a falta de empatia da população. Sob essa perspectiva, a cantora Luisa Sonza relatou que sofreu com a depressão e a ansiedade após receber comentários ofensivos sobre o termino de seu relacionamento e, consequentemente, esse fato reflete claramente a pouca preocupação do público com o estado de saúde mental da famosa. Por isso, algumas pessoas preferem evitar o debate sobre as doenças mentais por medo de serem julgadas negativamente.

Ademais, vale salientar que a necessidade de se debater os problemas mentais é essencial para o desenvolvimento pessoal e acadêmico dos estudantes. A partir disso, de acordo com o líder político sul-africano Nelson Mandela, a educação é a melhor arma para mudar o mundo, assim, nota-se, que o sistema educacional é capaz de transformar e ensinar os estudantes a evitarem transtornos mentais de maneira mais rápida com a ajuda de profissionais qualificados. [faltou arrematação]

Portanto, fica exposta a necessidade de debater as doenças nas escolas. Destarte, o Ministério da Educação - responsável pela qualidade educativa dos brasileiros - deve investir nos projetos de palestras e debates estudantis semestrais, por meio do acompanhamento de psicólogos e psicopedagogos, tendo a finalidade de abordar temas relacionados à manutenção de uma mentalidade saudável. Por fim, será possível contribuir para o surgimento de uma geração mais empática e capaz de lidar com as questões mentais sem marginalizar os indivíduos como ocorre em "Coringa".
* intervenção completa

INTRODUÇÃO O capitalismo estab[…]

vitoriaca , Muito obrigado pela correç&ati[…]

Sua redação está maravilhosa,[…]

A agricultura familiar é de suma import&aci[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM