• Avatar do usuário
#70918
Música também é cultura

Polemizar gêneros musicais é algo comum não somente no Brasil, mas sim no mundo todo. Assim como nos Estados Unidos tem o “hip hop”, e outros gêneros, como uma marca de cultura e protesto, o Brasil igualmente possui músicas destinadas a enfatizar nossa sociedade no atual momento em que estamos vivendo. Por exemplo, o funk, injustamente, sempre acaba sendo perseguido e menosprezado ao ser comparado com outros gêneros.
Na época da Ditadura Militar no Brasil (1964 – 1985), as músicas foram uma forma de protesto contra o governo, elas expressavam o desgosto dos artistas com a ignorância cometidas durante o período. Os cantores não podiam falar do militarismo abertamente, então, eles tiveram que usar estratégias, códigos, metáforas e jogos de palavras para expressar a sua opinião. Como na música “Cálice”, de Chico Buarque: “pai, afasta de mim esse cálice”, onde compara o sofrimento de Jesus na passagem bíblica (Marcos 14:36), e ainda, com a semelhança das palavras “cálice” e “cale-se”, que faz referência a opressão e o silenciamento.
Enquanto hoje, não temos esse problema com o aprisionamento da liberdade de expressão, mas ainda assim, acabamos de certa forma sendo “calados” por medo do julgamento. O funk é um gênero musical onde representa a sociedade, a favela, o negro, o pobre, e muito mais. Gostando ou não, é uma forma de expressar pensamentos, os dias atuais, o tráfico, o crime, a realidade de uma comunidade. Atualmente as músicas não precisam de metáforas para manifestar um desejo, “[...] é tanta bunda, polpa, bumbum granada e tabaca [...]”, como disse Lulu, que não quis citar as músicas antigas que não davam tanta ênfase, por exemplo, “Tchan Na Selva” onde fala sobre fazer movimentos circulatórios com o “bumbum”.
Concluindo que, a música não tem o seu pior ou melhor momento, mas sim, a sua representatividade. Nosso país é feito de diversas culturas, não temos somente o funk como um gênero, se não agrada, não precisa ouvir. Portanto, devemos respeitar os sucessos musicais de hoje tanto quanto respeitamos os cantores da Era Militar que conseguiram ter coragem de se manifestar em um momento tão difícil para o Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

LeighTeabing JoaoPedro72 Higorvaz EuDavil[…]

JoaoPedro72 Higorvaz geoca obrigada pelas co[…]

Pessoal, podem me ajudar corrigindo e pontuando? A[…]

Aqui está a minha análise da sua red[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM