• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#72819
Sem dúvidas, a pluralidade cultural faz parte da identidade do Brasil, uma herança da união de etnias presentes em sua formação. A diversidade de crenças, portanto, é evidente no país, sendo reconhecida pela Constituição de 1988, que assegura liberdade de culto aos cidadãos. Entretanto, apesar da variedade religiosa não há o cumprimento da lei, pois o desrespeito persiste no âmbito religioso, em razão da hierarquia cultural e do individualismo contemporâneo.
A princípio, segundo Albert Einstein, é mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito. Essa dificuldade em combater a discriminação se dá pela influência da sociedade, que estimula a rejeição de práticas de matrizes consideradas inferiores. Desde o período colonial brasileiro, quando o cristianismo foi imposto aos nativos como a única salvação espiritual, é visto uma hierarquia cultural, na qual apenas as crenças de origem europeia são valorizadas.
Outrossim, em sua obra "Modernidade Líquida", Zygmunt Bauman aponta o individualismo como a causa principal de conflitos no mundo contemporâneo. De fato, o preconceito já existente na sociedade é intensificado com o egoísmo, que torna as pessoas incapazes de lidar com as diferenças, pois as faz acreditarem que tudo aquilo que elas não creem deve ser alvo de aversão. Esse pensamento provoca mais intolerância ao estimular a rejeição à diversidade.
Em suma, medidas são essenciais para extinguir a intolerância religiosa no Brasil. Portanto, cabe ao Ministério da Educação investir mais em ciências humanas nas escolas, por meio da disponibilização de material voltado para a história brasileira, para que os alunos conheçam a diversidade da sociedade, além disso, o Ministério da Cidadania, por meio de meios midiáticos, deve promover programações que abordem sobre as diferenças culturais existentes no país, a fim de combater o preconceito. Assim, a pluralidade será vista como positiva e o direito à liberdade de culto previsto na Constituição será respeitado.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#73079
Olá! @mailazauski e @ Suyanekr, me chamo Jorge Peixoto Júnior, estou aprendendo a usar esse aplicativo, vocês se importam se eu enviar as minhas redacoes para vocês?
Estou fazendo " Aumento da violência doméstica durante a pandemia", enviarei amanhã.
Tudo bem? Eu compartilhar com vocês, ou seja, marca vocês.
#73141
maikazauski escreveu:@Suyanekr, não sei amg, eu peço ao meu amigo pra dar uma nota alta e então minha redação vai pro tops da semana e assim as pessoas vêem e eu ganho as correções kkk esse 1000 aí foi ele, se quiser posso fazer isso por vc
Isso não é contra as regras?
Saúde Pública no Brasil

OLÁ! Tudo bem? Espero que seu dia estej[…]

3m1ly aaah muito obrigada pela correç&ati[…]

Consumismo no Brasil

Eraldonunes eurodrigo Gi69 Anne24 Lol[…]

Jean Jaques Rosseau, filósofo iluminista, a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM