Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#56773
O filosofo francês Sartre defende que cabe ao ser humano escolher seu modo de agir, pois este seria livre e responsável. No entanto, na internet, a liberdade incita atitudes violentas como crimes de ódio e cyberbullying na rede. Nesse contexto, emerge um problema delicado, em virtude da sensação de anonimato e a falta de denúncias.

Primeiramente, cabe ressaltar que os crimes digitais se tornam mais comuns por conta da sensação de anonimato, uma visão deturpada de que a internet é uma terra sem lei, onde qualquer posicionamento passará despercebido. A respeito disso, Sigmund Freud defende que a nossa civilização é em grande parte responsável pelas nossas desgraças. Seríamos muito mais felizes se a abandonássemos e retornássemos às condições primitivas. Nesse sentido, ao interagirem com perfis nas redes socias, muitas pessoas se sentem confortáveis para cometerem delitos por pensar que não haverá consequências, comprovando o pensamento de Freud.

Outrossim, a falta de denúncias se torna um entrave no combate ao bullying virtual, apesar de vários métodos para se denunciar, além do mapeamento do governo para combater essa prática, existem muitos usuários que não tem conhecimento de como proceder em diante das violações. Fazendo assim, que aumente de forma gradativa, pois se não há denúncia não há punição. Segundo a Unicef, 37% dos jovens brasileiros entre 13 e 24 anos já foram vítimas de cyberbullying. Logo, medidas de enfrentamento devem ser tomadas.

Portanto, o Ministério da Justiça deve criar e divulgar campanhas nas redes sociais de maior aceno, por meio do relato anônimo de vítimas de crimes de ódio e ciberassédio além de agressões punidas. A fim de estimular mais informações sobre o assunto e mais empatia entre os indivíduos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Atualmente existem muitas crianças, adolesc[…]

francis , 🤍🤍🤍 O projeto é muito importante[…]

A Desigualdade socialno brasil

. A desigualdade social é um problema q[…]

GabiNatali , obrigada pela correçã[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM