Avatar do usuário
Por kauac
Quantidade de postagens
#113690
Mais do que nunca, equilíbrio

No mundo interconectado de hoje, o acesso à informação está no patamar mais alto da história. Como consequência, a disseminação de notícias, tanto as legítimas como as falsas e sensacionalistas, também estão no seu auge. Certamente, esse excesso de informação confunde e bloqueia a cabeça de quem leva tudo o que vê na Internet a sério. Porém, ninguém nos ensina a separar o útil do inútil. E isso acarreta numa reação desproporcional aos perigos do cotidiano.

O medo é uma rápida e instintiva reação biológica a um perigo iminente, algo prejudicial à nossa sobrevivência. Como qualquer característica evolutiva, o medo exerce uma tremenda influência, positiva e negativa nas ações humanas, o que não pode ser ignorado jamais. Daniel Kahneman, autor do livro “Rápido e Devagar”, descreve dois sistemas em eterno cabo-de-guerra nas nossas mentes: o primeiro, trivial e automático; o segundo, reflexivo e crítico. Ambos fundamentais na avaliação risco/retorno na tomada de decisões; na qual imaginamos cenários e recompensas prováveis de cada ação.

Assim, as informações que consumimos são vitais ao avaliarmos situações do dia-a-dia. As pessoas estão cada vez mais deprimidas e ansiosas, muitas vezes paralisadas pelo excesso de medo e excesso de futuro, problemas causados, não ironicamente, pelo excesso de telas. Não é porque as notícias são pessimistas, ou a vida de fulano nas redes sociais é supostamente melhor do que a sua, que devemos sentir medo de tentar coisas novas, medo de arriscar, medo de fracassar. Pelo contrário, devemos fazer o nosso próprio caminho.

Isso significa ignorar muitos dos nossos medos, sejam eles racionais ou não. A poluição sensorial e a desonestidade intelectual dos outros, nos prejudica, também, na tomada de decisões, despertando ou dando voz para tais medos, nos impedindo de viver. Só não podemos nos esquecer que os perigos, e a nossa percepção sobre eles, só tendem a aumentar, enquanto nosso tempo diminui a cada instante. Não há segunda chance, a não ser que despertemos da inércia e tomemos responsabilidade. Com paciência, e, por que não, equilíbrio.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
4 Respostas 
311 Exibições
por JChaves2021
0 Respostas 
316 Exibições
por kettylleana
0 Respostas 
72 Exibições
por guiarrd
0 Respostas 
226 Exibições
por Sarao1000vem
2 Respostas 
831 Exibições
por Vladiney
A desvalorização das ciências humanas no Brasil
por Tere    - In: Outros temas
12 Respostas 
534 Exibições
por muffimfeliz
0 Respostas 
126 Exibições
por xtainax
0 Respostas 
108 Exibições
por xtainax
0 Respostas 
93 Exibições
por Maduhstos
0 Respostas 
83 Exibições
por Mikacampos

"Looking for some thrilling entertainment[…]

Saúde mental

No filme "divertidamente", a per[…]

Dayvini se puder, dê um feedback no meu te[…]

Com uma simples pesquisa nas principais notí[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM