Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#59046
Durante toda historia, a humanidade buscou desenvolver inovações e inseri-las na sociedade, como foi o caso da roda ou até mesmo do telefone. No contexto atual, onde a tecnologia passou a ser parte fundamental do nosso cotidiano e o acesso a novas mídias, vinculado principalmente por meio de dispositivos móveis, vem cada vez mais cedo, tornou-se impossível, e até mesmo nocivo, privar crianças da interação com celulares e tablets. Porém não existem apenas benefícios, como o acesso a informação e cultura, já que diversas pesquisas mostram o quão prejudicial o excesso pode ser, causando problemas físicos e neurológicos, até o aumento da ocorrência de crimes de ódio. Por isso a pontuação dos riscos e malefícios torna-se cada vez mais urgente, a fim de resolver essa problemática social.
Apesar de pesquisas, como a realizada em 2019 pelo King`s College de Londres, afirmarem que 1 em 4 jovens estão viciados no uso de smartphones, apresentando sintomas como estresse, ansiedades e problemas no desempenho escolar, as novas tecnologias trouxeram alento para pais e cuidadores de crianças pequenas, facilitando a rotina agitada de uma família moderna. Mas é justamente essa superexposição a telas na primeira infância, que restringe as possibilidades de desenvolvimento que brincadeiras educativas trazem e é o futuramente cria jovens dependentes de experiências solitárias, sedentárias e vazias.
Além disso, crianças e jovens que utilizam redes sociais e plataformas digitais estão suscetíveis aos enormes riscos de uma navegação não supervisionada, como por exemplo conteúdos virais que promovem comportamentos perigosos e até desafios extremos, que incentivam suicídios. Embora a divulgação desses crimes venha aumentando o cuidado dos responsáveis, poucas medidas são tomadas pelas próprias plataformas para alertar e banir contas perigosas.
Portanto, empresas de mídia devem se unir para criar novas regras de navegação, fiscalizando comportamentos que possam oferecer riscos aos usuários menores de idade, enquanto a supervisão dos pais e a iniciativa de orientar sobre direitos e deveres cibernéticos, resulta num aproveitamento melhor da internet para todos os seus usuários.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Alfabetização

No filme "Como estrelas na terra" &eacut[…]

NathaliaLima , olá, boa-noite! irei corrig[…]

Anninha , olá, boa-noite! irei corrigir su[…]

A vocação para o mercado de trabalho[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM