Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
Por Bianva
#46550
No filme “mãos talentosas” de Thomas Carter, que se passa 1987, pode se esquadrinhar em diversas cenas os desafios encontrados pelo protagonista negro ao longo da história devido à exclusão social das pessoas negras na época. Conquanto, a inclusão de pessoas pretas na sociedade ainda é algo que deixa a desejar atualmente, limitando para essas, a garantia de oportunidades. Nesse contexto, é certo que a inserção social dos pretos é um desafio no Brasil; por causa do racismo institucional do país e a ideologia de “hierarquia das raças”.
Por um lado, ainda que em 1888 a escravidão tenha sido abolida, não houve garantias da inclusão de pretos no mercado de trabalho e ainda existe uma enorme ruptura nisto devido ao racismo institucional do Brasil. Tendo isso em mente, um dado apresentado por Robson de Oliveira na Carta Capital afirma que atualmente os grandes escritórios de advocacia do país tem menos de 1% de pretos, sendo isso, reflexo da descriminalização. Logo, ações de conscientização de empresas é, de fato, o melhor caminho para promover a igualdade racial no mercado de trabalho.
Ademais, é certo que o racismo no país existe há muito tempo junto com suas ideologias discriminatórias como a de hierarquia de raças. Essa, se torna um problema devido as ideias racistas que ela implantou na sociedade e permanece atualmente. Segundo Milton Santos na Folha de São Paulo "Ser negro no Brasil é, pois, com frequência, ser objeto de um olhar enviesado.". Visto isso se tem um clara ideia da realidade de uma pessoa negra diante de um país com ideias preconceituosas enraizadas em suas terras, sendo esse, um problema que apenas a educação poderia, de fato, resolver.
Em síntese, a inclusão social dos negros no Brasil ainda tem muitos desafios ao longo desse caminho contra a descriminalização racial. Portanto, cabe ao Ministério do trabalho e da educação agir contra o racismo, deixando de lado os costumes tradicionais. Primeiramente, contra o racismo institucional, o Ministério do Trabalho deve fazer eventos e campanhas de incentivo em empresas em prol do antirracismo, garantindo assim, melhores oportunidades dentro do mercado de trabalho. Segundamente, as escolas devem combater a ideologia de hierarquia de raças abrindo as portas da educação brasileira para esse assunto, com, também, eventos conscientizadores para os alunos de todas as idades, incentivando os a deixar de lado as ideias racistas deixadas pelo passado. Dessa forma, pode-se ter a certeza de um futuro melhor e uma sociedade igualitária.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Na obra “Utopia”, do escritor ingl&eci[…]

A constituição de 1988, documento ju[…]

No que se refere o estigma associado as doen&ccedi[…]

Atualmente, na sociedade em que estamos inseridos,[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM