• Avatar do usuário
#76811
O SUS - Sistema Único de Saúde — criado pela Constituição Federal de 1988, assegura aos brasileiros o acesso à saúde pública no país. Indubitavelmente, o cenário brasileiro hodierno rege a vivência da defronta aos desafios que se refere as doenças e a demanda populacional no centro de enfrenta, o qual revigora-se a negligência governamental que concerne na desorganização estrutural. Nessa perspectiva, convém analisar as principais consequências relacionadas a esse fenômeno na sociedade brasileira.
       Sob uma primeira análise, é válido ressaltar que a negligência governamental corrobora esta entrave. Segundo o filósofo, Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem-estar a população. Desse modo, é imprescindível que a exigência ao acesso da saúde pública aos cidadãos é de suma essencialidade, pois a precariedade nesta conjuntura é devasta; dado que, os estabelecimentos para o atendimento  estão sobrecarregados na assistência aos indivíduos.
          Nesse contexto, observa-se a escassez na corporação estrutural ao serviço. Conforme a (OCDE) organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a taxa de ocupação média dos hospitais do SUS gira em torno de 37% dos hospitais é ineficiente: escore médio de 0,34 em relação ao valor máximo de 1,0. A desorganização engloba a inconsistência na assistência ao cidadão; visto que, a distribuição para o requerimento qualificado não é alicerçada diante do exposto.
Portanto, medidas devem ser tomadas para combater este revés. O Governo Federal, em parceria com o Ministério da Saúde — setor governamental responsável pela administração e manutenção da saúde pública do país — deve fundamentar projetos para a estruturação de um pronto atendimento com comunitários e profissionais da área com auxílio dos investimentos aos centros abrangentes da área, por meio das verbas públicas, dada a capacitação para atender a população. Com a finalidade de ratificar o bem-estar populacional como afirma Thomas Hobbes.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Athesui maiconpgtu anaclaradll jheromagn[…]

O artigo 6º da constituição fed[…]

O romance "Lolita " de 1955,escrito pelo[…]

Limites do humor

Atualmente, o tema limitës do humor é […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM