Avatar do usuário
Por arminarlert
Quantidade de postagens
#125025
Na obra "As Bruzundangas", o pré-modernista Lima Barreto já expunha que a ausência de garantias constitucionalistas estava no âmago das problemáticas dessa nação. O pensamento do escritor é considerado factual quando colocamos em pauta a ineficiência legislativa e a omissão midiática em favor da falta de saneamento básico no Brasil. Dessa forma, ao analisar os alicerces que cercam o assunto, deve-se imediatamente tomar ações que erradiquem tal situação.
Sob esse viés, é imperativo discutir como a ineficiência legislativa e a falta de empatia detém essa forte problemática no Brasil. Nessa lógica, a obra de Gilberto Dimenstein "Cidadão de Papel", onde o autor compara a sociedade a cidadãos de papel; um cidadão que tem todos os seus direitos adquiridos, mas não consegue os usufruír se encaixa muito bem nesta modalidade. Decerto, o pensamento do escritor faz relação com a questionável carência de saneamento básico no Brasil, onde o Estado prioriza regiões mais ricas e descasa das mais pobres — como se afirma no Ranking Saneamento 2023, feito pelo Instituto Trata Brasil —, ignorando completamente o artigo 1.° da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que diz que todos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. Logo, é inaceitável que a volatilidade impacte estes indivíduos de modo que se desorganize as esferas sociais.
Outrossim, é importante ressaltar a ausência da divulgação midiática, a fim de dar voz a grave situação da falta de saneamento básico, que é um problema não só local, mas também global. Reforçando essa ideia, Karl Marx, sociólogo alemão, em sua teoria do “silenciamento dos discursos" diz que alguns assuntos são omitidos ou pouco discutidos na sociedade a fim de ocultar as mazelas sociais. Essa ponderação está profundamente associada ao silenciamento midiático, podendo ser relacionado a falta de informação, em vista que não se vê matérias ou programas sociais o suficiente falando especialmente sobre a incontinência da falta de saneamento básico no Brasil. Consequentemente, tal — falta de — ação causa desconhecimento e por consequência desinteresse da massa e até mesmo uma visão deturbada sobre o assunto, como, por exemplo, relacionar apenas como uma problemática à população de baixa renda, quando não á afeta somente.
Dito isso, são necessárias medidas imediatas para o combate da falta de saneamento no Brasil. Investir em políticas públicas, promovendo políticas de combate realmente eficazes, uma boa maneira de comecar sendo: dando acesso à água potável para a população mais pobre, um tratamento de esgoto eficaz e investir em toda infraestrutura necessária. Para tanto, é dever do Estado junto ao MEC — Ministério da Educação — financiar projetos educacionais bem como divulgação midiática que inclua programas televisivos, propagandas, matérias e debates. Dessa forma, a ação iniciada no presente conseguirá modificar o futuro e fazer do país próspero.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Passe ilimitado
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

A Constituição Federal de 1988 assegura a todos os[…]

O artigo 4 da Declaração Universal dos Direitos Hu[…]

alguém poderia por favor corrigi-la? @Lauany25 @M[…]

O programa televisivo "Catalendas" con[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!