Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#58977
Em âmbito nacional, a importância da presença paternal vem se configurando como um dos assuntos de maior relevância no contexto das discussões sociopolíticas. Nesse sentido, tendo em vista sua complexidade, essa temática requer atenção a dois fatores elementares: o abandono material e as consequências que a ausência de um pai durante a infância causa.
A princípio, cabe destacar que está previsto na Constituição que é dever do progenitor prestar auxílio material a sua prole e prevê punição para quem se recusar a fornece-lo. Dessa forma, mesmo demarcada na Constituição os números de crianças que sofrem abandono paternal vêm em crescimento exponencial ao longo dos anos. Nessa realidade, em 2020 mais de 80 mil crianças foram registradas sem o nome do pai, devido a insuficiência do Estado em punir e fiscalizar de maneira correta, assim gerando o sensação de impunidade que permite que indivíduos abandonem seus filhos a própria sorte.
Ademais, pode-se enfatizar que o abandono paternal afeta a criança em um aspecto mais profundo que o material, o psicólogico, a ausência de um pai durante a infância pode deixar traço que perduraram por toda vida do indivíduo. Nesse contexto, evidência-se a ausência de uma postura "humana" por parte do progenitor que abandona seu filho, podendo causar-lhe incontáveis danos. Dessa forma, não se podem aspirar avanços coletivos sem antes deixar para trás aspectos que não entram em compasso com a sociedade, afinal, não se pode haver transformação coletiva sem que os cidadãos compartilhem de objetivos claros, realizáveis e pertinentes.
Dado o exposto, inferi-se que a presença paternal é de suma importância para a formação saudável de um indivíduo. Logo, o Governo deve atuar não somente por meio de investimentos em fiscalização e punições adequadas, mas também investindo na educação e conscientização da população, para que assim não haja necessidade de punição, com isso colaborando para formação de uma sociedade igualitária e benéfica a todos
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A constituição federal de 1988, prev[…]

O Brasil se encontra nesse quadro vergonhoso, merg[…]

Flaviaa 3m1ly Andree algum de vcs pode corri[…]

Política é um sistema que visa mante[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM