• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#64728
Em 1972, a varíola – doença viral que provocou milhares de mortes por todo o mundo – foi erradicada no Brasil após o surgimento de uma vacina específica e um amplo plano de vacinação criado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Apesar da distância temporal, é evidente na sociedade contemporânea a incerteza que muitos indivíduos têm sobre a importância da vacina. Essa dúvida sobre a eficácia da imunização pode atrasar a ampla eliminação de doenças e acarretar em um grande número de óbitos. Desse modo, torna-se premente analisar os principais fatores dessa problemática: a desinformação da população e negligência governamental.

Em primeira análise, é primordial ressaltar que os cidadãos devem estar sempre informados e instruídos sobre a aplicabilidade da ciência, porque isso pode evitar eventos catastróficos. Nesse raciocínio, pode-se citar como exemplo a Revolta da Vacina que ocorreu no Rio de Janeiro, em 1904, devido a uma lei que impôs a obrigatoriedade da vacina contra a febre amarela e a varíola, a qual causou medo e desconfiança e instigou os populares a cometerem uma série de conflitos e vandalizações. Esses sentimentos de receio podem ser explicados, em parte, pelo fato de que não houve nenhuma campanha que orientasse a população sobre a natureza do imunizante, o que pode colaborar para a disseminação de notícias falsas que dificultam a conclusão de planos de vacinação e causam milhares de mortes. Enfim, torna-se clara a potencial relação negativa entre o desconhecimento e a importância da imunização.

Ademais, a ineficiência governamental é outro fator que desacelera o desenvolvimento da saúde pública, pois a falta de investimentos nessa área colabora para o aumento de mortes. De acordo com a epidemiologista Ethel Maciel, durante a pandemia do novo coronavírus, SARS-CoV2, o atraso na compra antecipada de vacinas contribuiu para que apenas uma pequena parte da população fosse imunizada, mas tal demora ocasionou mais de 450 mil óbitos no Brasil. Dessa maneira, é possível compreender a importância da vacina, visto que é a única solução para erradicar o vírus, como o causador da doença COVID-19, porém a sua desvalorização tem como consequência o colapso nos sistemas de saúde devido a alta taxa de propagação de doenças. Assim, evidencia-se que são necessárias ações mais competentes para atenuar as urgências vivenciadas pelas unidades de saúde.

Em suma, a importância da vacinação deve ser reconhecida para que vidas sejam salvas. Portanto, cabe ao Ministério da Saúde (MS) orientar acerca dos benefícios e possíveis sintomas recorrentes do imunizante, por meio de campanhas publicitárias informativas – que serão veiculadas na internet e na TV – a fim de extinguir a desinformação. Somado a isso, o MS deve criar projetos – voltados para o mapeamento e inclusão de regiões remotas e aumento das Unidades Móveis de Imunização –, mediante leis, com o objetivo de garantir o dever social do Estado. Logo, com essas medidas será possível que a população valorize a ciência, o que auxiliará na eliminação de doenças, como foi o caso da varíola.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 150

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 150

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#64732
JoiceF escreveu:Olá @eurodrigo e @Gabrielvex
Vocês poderiam corrigir a minha redação por favor?
Olá, Joice. Tudo bem?

Adicionei a sua redação na minha lista de correções. No entanto, ela se encontra na última posição. Vou precisar pedir um pouco de paciência, já que há algumas anteriormente solicitadas para serem corrigidas. Ok?

Um abraço! :D
#65029
Opa, @JoiceF! Tudo bem?

Chegou a vez da sua redação! Trarei a correção o mais rápido possível. Beleza? ;)
#65037
Correção de redação - ENEM
@JoiceF - A IMPORTÂNCIA DAS VACINAS PARA A SOCIEDADE BRASILEIRA

A1, A2 e retomadas (tese)
Elementos temáticos
Ótimo! Muito bem!
Poderia ser melhor
Erro (desvio)
Adicionar
Confuso (não está claro)
Repetição
Desnecessário
Conectivos e operadores argumentativos
Repertório e/ou material sociocultural
Elementos da proposta

Em 1972, a varíola – doença viral que provocou milhares de mortes por todo o mundo – foi erradicada no Brasil após o surgimento de uma vacina específica e um amplo plano de vacinaçãoaplicação criado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Apesar da distância temporal, é evidente na sociedade contemporânea a incerteza que muitos indivíduos têm sobre a importância da vacina. Essa dúvida sobre a eficácia da imunização pode atrasar a ampla eliminação de doenças e acarretar em um grande número de óbitos (Por quê? Como essa dúvida causa tudo isso? Explique melhor a sua tese!). Desse modo, torna-se premente analisar os principais fatores dessa problemática: a desinformação da população (A1 antecipado) e negligência governamental (A2 antecipado).
➜ Boa introdução! Porém, atente-se à necessidade de uma especificidade maior em relação à tese e, também, preste atenção na repetição desnecessária de radicais, usando sinônimos como solução. Ok?

[Opte por não usar operadores de prioridade > Em primeira análise, [retomada do A1 > é primordial ressaltar que os cidadãos devem estar sempre informados e instruídos sobre a aplicabilidade da ciência, porque isso pode evitar eventos catastróficos. Nesse raciocínio, pode-se citar como exemplo a Revolta da Vacina que ocorreu no Rio de Janeiro, em 1904, devido a uma lei que impôs a obrigatoriedade da vacina contra a febre amarela e a varíola, a qual causou medo, e desconfiança e instigou os populares a cometerem uma série de conflitos e vandalizações. [melhorar conectivo > Esses sentimentos de receio podem ser explicados, em parte, pelo fato de que não houve nenhuma campanha que orientasse a população sobre a natureza do imunizante, o que pode (Pode? No caso, colabora, né? Defenda o seu posicionamento com segurança!) colaborar para a disseminação de notícias falsas que dificultam a conclusão de planos de vacinação e causam milhares de mortes. Enfim, torna-se clara a potencial relação negativa entre o desconhecimento e a importância da imunização.
➜ Massa! Gosto da sua forma de escrever e não acho que haja muitos problemas. Entretanto, atente-se aos comentários que coloquei no espelho para melhorar, ainda mais, o seu rendimento. Beleza? :D

Ademais, [retomada do A2 > a ineficiência governamental é outro fator que desacelera o desenvolvimento da saúde pública, pois a falta de investimentos nessa área colabora para o aumento de mortes. (ausência de conectivo) De acordo com a epidemiologista Ethel Maciel, durante a pandemia do novo coronavírus, SARS-CoV2, o atraso na compra antecipada de vacinas contribuiu para que apenas uma pequena parte da população fosse imunizada, mas (Não cabe uma adversidade aqui. Note que o contexto lá leva a algo negativo) tal demora ocasionou mais de 450 mil óbitos no Brasil. Dessa maneira, é possível compreender a importância da vacina, visto que é a única solução para erradicar o vírusdiferentes tipos de transmissíveis, como o causador da doença COVID-19, porém (Não cabe uma adversidade aqui)e a sua desvalorização tem como consequência o colapso nos sistemas de saúde devido aà alta taxa de propagação de doenças. Assim, evidencia-se que são necessárias ações mais competentes para atenuar as urgências vivenciadas pelas unidades de saúde.
➜ Top! Bom, eu achei a argumentação desse desenvolvimento bem rasa quando relacionada à anterior, então, atente-se a isso. Tente trabalhar mais o seu ponto de vista. Além disso, percebi um enfoque muito grande em relação à COVID, tanto é que fiz uma sinalização no próprio espelho a respeito disso. Lembre-se: o repertório faz a contextualização, mas o argumento precisa abranger um ângulo geral, beleza? Fora isso, preste atenção na utilização não cabível de conjunções adversativas e, também, em alguns outros comentários que coloquei acima. ;)

Em suma, a importância da vacinação deve ser reconhecida para que vidas sejam salvas. [substituir por "Por isso" > Portanto, cabe ao Ministério da Saúde (MS) (AGENTE) orientar (Orientar quem?) (AÇÃO SEM ALVO) acerca dos benefícios e possíveis sintomas recorrentes do imunizante, por meio de (MEIO DA AÇÃO) campanhas publicitárias informativas – que serão veiculadas na internet e na TV (DETALHAMENTO DO MEIO), a fim de (FINALIDADE DA AÇÃO) extinguir a desinformação. Somado a isso, o MS (AGENTE) deve criar projetos (AÇÃO 2) – (retirar) voltados para o mapeamento e inclusão de regiões remotas e aumento das Unidades Móveis de Imunização , mediante leis (Quais leis?), com o objetivo de (FINALIDADE 2) garantir o dever social do Estado. Logo, com essas medidas será possível que a população valorize a ciência, o que auxiliará na eliminação de doenças, como foi o caso da varíola.
➜ Conclusão mediana. Existem os 5 elementos na primeira proposta, mas a ação não possui alvo, então, possivelmente, alguns corretores não a validariam por completo (o que eu, também, farei). Além disso, cuidado com a exposição confusa de algumas ideias. Revise a estrutura da conclusão e refaça-a de uma forma mais clara para o corretor. Beleza?

Nota :!:
C1 (160)
C2 (200)
C3 (200) Ps.: pontuei como nível 5, mas a questão relacionada ao enfoque exagerado na COVID pode contribuir para uma redução aqui. De todo modo, EU não "pesaria a mão" na C3 por conta disso. Achei a sua argumentação interessante, por mais que haja esse "probleminha". ;)
C4 (160)
C5 (180)

Boa redação! Um pouco mais de estudo e treino elevará bastante o seu nível! Sucesso, Joice! :D
#65045
@eurodrigo obrigada pela correção!
É difícil achar tantos sinônimos, pelo menos eu tenho essa dificuldade.
Sobre a tese, eu achei que deveria desenvolve-la nos outros parágrafos, nem pensei que não ficaria boa na introdução.
Sobre a COVID-19, eu sempre perdi nota por não trabalhar melhor os repertórios, mas aqui eu exagerei.
Tinham poucas linhas para a conclusão, então achei melhor resumir as duas propostas dos dois argumentos.
#65052
JoiceF escreveu:@eurodrigo obrigada pela correção!
É difícil achar tantos sinônimos, pelo menos eu tenho essa dificuldade.
Sobre a tese, eu achei que deveria desenvolve-la nos outros parágrafos, nem pensei que não ficaria boa na introdução.
Sobre a COVID-19, eu sempre perdi nota por não trabalhar melhor os repertórios, mas aqui eu exagerei.
Tinham poucas linhas para a conclusão, então achei melhor resumir as duas propostas dos dois argumentos.
Super entendo!

A respeito da tese, você não precisa desenvolver um argumento, apenas dar um norte maior, sabe? Claro, isso é uma opinião minha. Alguns corretores podem nem pontuar isso como um problema, já outros, sim. Ps.: eu não reduzi nenhuma competência por conta disso. Ok? ;)

Em relação à conclusão, eu só não maximizei a C5 porque, de fato, a sua ação não teve um direcionamento. Leia novamente esse parágrafo e perceba. Porém, relaxe, isso é muuuito tranquilo de se resolver. :)

Você está no caminho certo, Joice! Continue praticando e não desanime! Sucesso! :mrgreen:
#65056
francis escreveu:@eurodrigo, posso colocar um sistema de formatação em tempo real, isso ajudaria?
Hm... como funcionaria? Sou meio burro para entender essas coisas. :shock:
Doença mental

Deivid16 , Gi69

“A essência dos direitos humanos &eac[…]

vitoriaca , tá bom anjo❤

Iurymed , ei!! Claro! Posso sim. Em breve, ok[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM