• Avatar do usuário
#70158
Durante o século XX foi, no Brasil, desenvolvido a primeira campanha sanitarista nacional, que tinha como foco o desenvolvimento da saúde pública. Para isso foram criadas medidas que visavam a universalização de tal direito social, dentre elas estava a vacinação obrigatória. Porém em contra posto surgiram movimentos como o anti-vacina e foi notável a ineficácia das medidas governamentais neste processo. Analisando, porém, a realidade atual e visto que tais barreiras ainda impedem que a importância da vacinação seja alcançada no Brasil.

Em primeira análise deve-se ressaltar a forma com que cultos como o movimento anti-vacina acabam por desestabilizar a confiança na vacinação no âmbito familiar. Movimentos como esses, baseados em mentiras e em fundamentos sem comprovação acabam por fazer com que a haja um déficit no número de vacinações no país. Portanto a presença desse movimento no território nacional inviabiliza a formação de um estado positivista.

Ademais faz-se necessário apontar a ineficácia das medidas estatais na obtenção da universalização da saúde no país. Analisando-se, porém, a Constituição Federal de 1988 é visto, em seu artigo 196, que a universalização da saúde é dever do Estado. Mas ao observar o cenário atual é visto que tal artigo não vem sendo cumprido pelo Estado uma vez que o baixo número de vacinações que ocorrem no país acaba por contrapor o que prega o artigo 196: a universalização da saúde social.

Compreende-se, portanto, a necessidade do combate a tais obstáculos que inviabilizam a importância da vacinação no território nacional. Para isso é imprescindível que o Estado em coligação com a mídia crie medidas – midiáticas e políticas - para que a vacinação no território nacional tenha sua devida importância. Desta forma os preceitos pregados durante a reforma sanitária serão cumpridos com real eficácia garantindo a universalização da saúde e assim o país finalmente conseguira alcançar o verdadeiro progresso social.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Emily Silva muito obrigada😃! Quando disse que f[…]

[um dica: use uma frase mais curta dando um entend[…]

Gravidez na Adolescência

O filme "Simplesmente acontece" aborda […]

No século XX [1] o assédio já[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM