• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#64973
Muitos de nós somos padronizados pela a sociedade conforme é o nosso meio de agir,contudo,a nutricionista franco-brasileira Sophie Deram afirma que o comportamento é tão importante quanto o nutriente.Diante disso,é necessário ter uma maior atenção na alimentação escolar,visto que a própria influencia a autonomia dos estudantes.Desse modo,destacam-se a influência digital e a falta de recursos;portanto,medidas devem ser tomadas a fim de erradicar os problemas.
Nas redes sociais,muitas pessoas costumam comer os fast foods,pois é rápido e prático,sendo que iria demorar muito a preparação de um prato,além de existir as parcerias,as marcas querem estar cada vez mais próximas das crianças e adolescentes.Como exemplo,o comercial do Mc'Donalds junto com o Negão da BL e Dona Gisele(sua mãe),que viralizaram vídeos e se tornaram "personagens engraçados".Logo,as pessoas queriam degustar o mesmo lanche do MC,porém,muitos tem pouca verba,fazendo com que um aluno simples seja "rebaixado" por outros de classe maior,por conta de um hambúrguer que seu ídolo consumiu.
As pessoas mais carentes são jogadas de lado,com baixa influência na sociedade geralmente,sendo julgadas e tendo de "se virar".Na escola não é diferente,mesmo sem levar o que lanchar,os pais mandam seus filhos ao colégio,com a esperança de um dia a situação melhorar.Com o propósito de ajudar as famílias,o governo distribui um Guia Alimentar,publicado em 2006 pelo o Ministério da Saúde,para orientá-los sobre a alimentação social.Portanto,é preciso a criação de mais projetos como esse,só que agora na distribuição da comida saudável.
Em suma,é necessário um grande investimento para que não falte para ninguém,sobre a influência digital,os próprios influenciadores podem se juntar às marcas,por meio de parcerias,para distribuir lanches nas escolas,com moderação,e explicar o mau que pdoe causar no organismo,a fim de informá-los corretamente.Na falta de recursos,as ONGS devem monitorar a saúde dos alunos,e com a parceria do governo,distribuir alimentos saudáveis,com direito à palestras instrutivas,com a finalidade de crescer o acesso à esse tipo de comida,com prioridade das famílias carentes.Assim,espera-se o aparecimento das redes de alimentação,ajudando no fornecimento dos nutrientes.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas desorganizados ou contraditórios e limitados aos argumentos dos textos motivadores apresentados na proposta de redação.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#74702
Segundo a Constituição Brasileira de 1988, o artigo 208 garante a todos os alunos o direito à alimentação escolar. Entretanto, a merenda escolar hodiernamente é negligenciada, impedindo que a sociedade desfrute deste direito, na prática. Diante dessa perspectiva, convém analisarmos as principais causas, consequências e possível medida interventiva para esse impasse na contemporaneidade.

Em primeira análise, vale ressaltar que o descaso e a destinação mínima de recursos educacionais para o ensino no âmbito federal, estadual e municipal realizada pelos Poderes Executivo e Legislativo em relação à falta de produtos alimentícios, no referido setor, configura-se como um dos principais motivadores dessa problemática. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mais de 10,3 milhões de famílias sofrem com insegurança alimentar, isso reflete em muitas escolas não possuírem infraestrutura necessária para o armazenamento de alimentos. Dessa forma, é inadmissível que um país promotor de uma Constituição Cidadã, continue passivo diante de sua responsabilidade em promover a ordem e o bem-estar social.

Por conseguinte, pode-se afirmar que a alimentação escolar nas instituições de ensino brasileiras, se tornaram uma Política com enorme caráter social. Consoante o pensamento do sociólogo e ativista brasileiro Josué de Castro, "A fome é produto de concentração de riquezas nas mãos de uma pequena parcela da população". Assim, o direito da alimentação através da merenda escolar surge como um indispensável aliado em busca de uma educação que garanta a igualdade de oportunidades, a cidadania e a consecução dos objetivos do Estado Democrático de Direito.

Em suma, é perceptível o papel estatal e a sua ingerência no âmbito dos direitos sociais, de modo a assegurar aos indivíduos de forma difusa a concretização dos direitos estabelecidos. É dever do Estado, por meio do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) a promoção da dignidade humana e a proteção dos direitos fundamentais através de ações prestacionais voltadas para a comunidade, inclusive para a efetividade dos direitos fundamentais sendo uma obrigação jurídica. Espera-se com isso, reverter esse atual cenário de desordem e ausência de planejamento infraestrutural, com a finalidade de que todo estudante possa ter acesso às garantias constitucionais previstas.
Saúde Pública no Brasil

OLÁ! Tudo bem? Espero que seu dia estej[…]

3m1ly aaah muito obrigada pela correç&ati[…]

Consumismo no Brasil

Eraldonunes eurodrigo Gi69 Anne24 Lol[…]

Jean Jaques Rosseau, filósofo iluminista, a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM