Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#47459
Tema comumente que passa batido na cultura brasileira que exige uma gama de especialistas centrados a pesquisarem os males provenientes da falta de atenção dos pais no desenvolvimento de seus filhos. Charles Darwin, com sua teoria do mais apto sobrevive; vigora até os dias atuais apresentando a composição desta sociedade que subjuga aqueles intrínsecos com o hiato de conhecimento dos alicerces que a construiu. Com a desinformação dos progenitores as próximas gerações nasceram incapacitadas de assumirem o comando de nutrir a nova era, um dito bastante comum: ”o fruto não irá cair muito longe do pé”, analogia usada para inferir que os herdeiros terão os quocientes de seu antecessor, assim crédulos que de alguma maneira tudo termina bem. Uma hipótese espúria em observações científicas recentes, com as manifestações demonstrando que o ambiente incuti no aprendizado.
Os aprimoramentos na área da neurociência permitiu o mapeamento do funcionamento de doenças mentais para identificar suas causas, muitas permanecessem sem soluções palpáveis, as outras, demonstra o quão efetivo é a afeição concreta dos progenitores; retirando de mão as patologias inerentemente dos indivíduos, existem aquelas obtidas na longa jornada que é a vida. Como o assunto retrata doenças mentais por falta de comprometimento dos pais carece de informações confiáveis, os dados de entidades competentes já são as somas de todos os outros fatores. Contanto, não impede de uma abordagem empírica. O polímata Francis Galton em seu estudo antropológico esclareceu como o ambiente infere no individuo, ao observar várias gerações de muitas famílias chegou na conclusão, o filho de juiz tem maiores chance de torna-o em comparação ao filho de um fazendeiro. ( o preceito em que ele chegou a essa conclusão estava errada, a dizeres dele o efeito hereditariedade que dava a forma , este termo ficou conhecido como Eugenia).
Décadas depois após o estudo, o ambiente entrou efetivamente na teoria. Mas já havia um mar de estudos em outro ramo a respeito pelo criador da psicanalise, Sigmund freud; utilizando da hipnose descobriu que vários problemas socias tem como causa nos limiares da infância, os traumas que desencadeavam acessos a comportamentos distintos. Robert Ressler desenvolveu o sistema do FBI para procura de criminosos hediondos, deflagrando que muitos apresentava cicatrizes de uma infância perturbada como: Mary bell, Jeffrey Dahmer e Ted bundy, e o mais notório Charlie Manson. Restringindo as observações afim de observar apenas o brasil, a coerência destas ideias se solidifica o ambiente que promove o desenvolvimento da criança é aquele que irá clarear seu futuro, sabendo que a classe mais afetada sempre será a mais pobre, não apenas por motivos financeiros, mas também pela escassez de informação a despeito de vários fatores: gravidez prematura, ambiente abusivo, pais ébrios e vários outros. Apenas mais um apêndice, largar o filho na mais tenra infância consumindo computadores, smartphones e videogames; a ausência de contato com outras pessoas pode acarretar no desenvolvimento do “autismo virtual”.
Como resolver este problema que perdura deste o princípio da nação, não é como o ultimo teorema de Fermat, há uma solução que irá demandar um longo período de conscientização ela têm que ser fracionada para atingir toda a população. primeiramente: o Ministério da educação deve incorporar nas escolas as aulas de educação sexual, principalmente nas regiões periféricas, com início no 9° ano do ensino fundamental. Os professores indicados devem possuir formação em biologia e apresentar a aula sem teor religioso seguindo o Estado laico vigente na constituição Brasileira. Segundo: reformular o ensino médio descontruindo toda a base de ensino, esta reforma presa dar um ensino técnico para o aluno apresentando as possibilidades para que ele a escolha; esta reestruturação tem como objetivo dar o técnico como o ensino médio, afim de apresentar novos caminhos para o aluno seguir após o término. Consequentemente, abrindo novas possibilidades de renovar sua vida sem uma dependência do Estado ou outros alternativas ilegais. Reafirmando as ideias, o Estado brasileiro como o GRANDE PAI que é, aumentando os impostos em insumos, favorecendo mais o ensino superior; negligenciar as populações mais pobres retirando suas chances de realocar suas vidas, alimentando os com sobras, a implosão é iminente. Um dito bastante popular chinês deixa jus o momento: “se você ver uma pessoa passando fome não de um peixe para ela ensine-a pescar”
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido adequadamente, porém de forma previsível, com pouco avanço em relação ao senso comum ou, embora o texto demonstre domínio adequado do tipo textual exigido, a progressão textual apresenta algum problema.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 100

Você atingiu aproximadamente 50% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 100

Você atingiu aproximadamente 50% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula de forma mediana as partes do texto com inadequações ou alguns desvios e apresenta repertório pouco diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#48534
Oi! Eu também tentei fazer isso quando comecei a usar aqui, triste que não dá mesmo para fazer isso. O melhor é saltar linha...
Ei você consegue colocar tudo isso em 30 linhas? Queria fazer essa proeza. Vou tentar corrigir, essa redação, mas não sou muito boa na competência 2 e 3, e ainda não vou conseguir analisar muita coisa...

Tema comumente que passa batido na cultura brasileira que (1) exige uma gama de especialistas centrados a pesquisarem os males provenientes da falta de atenção dos pais no desenvolvimento de seus filhos. Charles Darwin, com sua teoria do mais apto sobrevive; [, (2)] vigora até os dias atuais apresentando a composição desta sociedade que subjuga aqueles intrínsecos com o hiato de conhecimento dos alicerces que a construiu. Com a desinformação dos progenitores as próximas gerações nasceram incapacitadas de assumirem o comando de nutrir a nova era, um dito bastante comum: ”o fruto não irá cair muito longe do pé”, analogia usada para inferir que os herdeiros terão os quocientes de seu antecessor, assim crédulos que de alguma maneira tudo termina bem. Uma hipótese espúria em observações científicas recentes, com as manifestações demonstrando que o ambiente incuti no aprendizado.
(1) Sugiro não repetir tão próximo uma conjunção, já que poderia ser usado outro recurso como "a/o qual" ou outra maneira de construir a frase.
(2) Era mais adequada uma vírgula. Já que ponto e vírgula são no máximo usadas para orações longas que não têm subordinação, não é o caso, mas se considerar que são "frases" separadas irá faltar elemento na primeira parte ficando sem sentido. É tanto que sempre ouvi para evitar o ponto e vírgula, porque não pode usar nem como vírgula, mas também não é um ponto final.
---> Ótima contextualização.


Os aprimoramentos na área da neurociência permitiu o mapeamento do funcionamento de doenças mentais para identificar suas causas, muitas permanecessem sem soluções palpáveis, as outras, demonstra [demonstram (3)] o quão efetivo é a afeição concreta dos progenitores; retirando de mão as patologias inerentemente dos indivíduos, existem aquelas obtidas na longa jornada que é a vida. Como o assunto retrata doenças mentais por falta de comprometimento dos pais [, (4)] carece de informações confiáveis, os dados de entidades competentes já são as somas de todos os outros fatores. Contanto, não impede de uma abordagem empírica. O polímata Francis Galton em seu estudo antropológico esclareceu como o ambiente infere(5) no individuo, ao observar várias gerações de muitas famílias chegou na conclusão, o filho de juiz tem maiores chance de torna-o (6) em comparação ao filho de um fazendeiro. ( o preceito em que ele chegou a essa conclusão estava errada, a dizeres dele o efeito hereditariedade que dava a forma , este termo ficou conhecido como Eugenia).
(3) O que demonstra? Caso seja "as outras" (parece ser o mais provável), então a vírgula entre o sujeito e o verbo estará errada, além da conjugação. Já se for "Os aprimoramentos", deixe isso mais claro e aquele "as outras" estaria sem sentido.
(4) Se essa vírgula tem ou não depende do sentido que quer passar, mas parte "carece de informações confiáveis" está solta no texto, da maneira como está apresentada.
(5) "inferir" é algo como concluir, certo? O que quer dizer com "o ambiente infere/deduz no indivíduo" ?
(6) É "chance de tornar" ?, "tornar" o que?
---> Já começou de cara com um repertório sem nenhum elemento coesivo para ajudar, isso deixa esse parágrafo meio solto. Outra questão é que as partes confusas atrapalham a seguir a ideia, então não está muito claro e no final, a parte entre parênteses parece estar contradizendo. Entretanto, mesmo o repertório legítimo foi pouco desenvolvido, em comparação as partes anteriores no mesmo parágrafo. Também falta relacionar melhor as informações entre as frases do parágrafo.


Décadas depois após (7) o estudo, o ambiente entrou efetivamente na teoria. Mas já havia um mar de estudos em outro ramo a respeito pelo criador da psicanalise [psicanálise], Sigmund freud [Freud (8)]; utilizando da hipnose descobriu que vários problemas socias [sociais] tem [(elas) têm] como causa nos limiares da infância, os traumas que desencadeavam acessos a comportamentos distintos. Robert Ressler desenvolveu o sistema do FBI para procura de criminosos hediondos, deflagrando que muitos apresentava [apresentavam] cicatrizes de uma infância perturbada como: Mary bell, Jeffrey Dahmer e Ted bundy, e o mais notório Charlie Manson. Restringindo as observações afim [a fim] de observar apenas o brasil [Brasil], a coerência destas ideias se solidifica o ambiente que promove o desenvolvimento da criança é aquele que irá clarear seu futuro, sabendo que a classe mais afetada sempre será a mais pobre, não apenas por motivos financeiros, mas também pela escassez de informação a despeito de vários fatores: gravidez prematura, ambiente abusivo, pais ébrios e vários outros. Apenas mais um apêndice, largar o filho na mais tenra infância consumindo computadores, smartphones e videogames; a ausência de contato com outras pessoas pode acarretar no desenvolvimento do “autismo virtual”.
(7) Erro de estrutura: Dois elementos com sentido semelhante, bastava usar somente um que a ideia seria transmitida da mesma forma.
(8) Poderia até errar a ortografia, mas é obrigatório o nome (como um todo) ter as iniciais com letras maiúsculas.
---> De novo, falta relacionar melhor as informações entre as frases do parágrafo, principalmente em relação aos repertórios. Está melhor que o parágrafo anterior, mas ainda é tanta informação que me perdi um pouco ... :(


Como resolver este problema que perdura deste o princípio da nação, não é como o ultimo teorema de Fermat, há uma solução que irá demandar um longo período de conscientização ela têm [tem] que ser fracionada para atingir toda a população. primeiramente [Primeiramente]: o Ministério da educação [Educação] (Agente) deve incorporar nas escolas as aulas de educação sexual (Ação), principalmente nas regiões periféricas (Detalhamento da ação), com início no 9° ano do ensino fundamental. Os professores indicados (Agente2) devem possuir formação em biologia e apresentar a aula sem teor religioso (Ação 2) seguindo o Estado laico vigente na constituição [Constituição] Brasileira (Meio?). Segundo: reformular o ensino médio descontruindo [desconstruindo] toda a base de ensino (Ação 3), esta reforma presa dar um ensino técnico para o aluno apresentando as possibilidades para que ele a escolha; esta reestruturação tem como objetivo dar o técnico como o ensino médio (Finalidade3), afim [a fim] de apresentar novos caminhos para o aluno seguir após o término(Detalhamento 3). Consequentemente, abrindo novas possibilidades de renovar sua vida sem uma dependência do Estado ou outros [outras] alternativas ilegais. (9) Reafirmando as ideias, o Estado brasileiro como o GRANDE PAI (10) que é, aumentando os impostos em insumos, favorecendo mais o ensino superior; negligenciar as populações mais pobres retirando suas chances de realocar suas vidas, alimentando os com sobras, a implosão é iminente. Um dito bastante popular chinês deixa jus o momento: “se você ver uma pessoa passando fome não de um peixe para ela ensine-a pescar”.
(9) Erro de estrutura: frase sem estar ligada a outra, sendo que isso era necessário (oração subordinada reduzida de gerúndio sem a principal)
(10) Não há motivo para colocar todas as letras em maiúsculo, se quer usar a expressão, o que parece ser no sentido figurado, o melhor é vir entre aspas: "grande pai".
---> Muitas propostas mas nenhuma completa


É isso o que consegui perceber... :roll: qualquer coisa errada ou dúvida me avise por favor ;)
E... agora estou mesmo duvidando que você consegue passar isso tudo a limpo na folha de redação :?:
#48790
Muito obrigado pela correção, ajudou demais.
Só fiquei com duas dúvidas: (2) o uso do ponto e vírgula, normalmente nos livros ele e usado para fazer uma alusão a uma citação fugindo do contexto por um breve momento, não sei qual é a condição correta de usá-lo, mas nestes contextos faz um pouco de sentido emprega ele.
(6) torna-o, o (o) não age como pronome neste caso substituindo juiz?

Na (5) o inferir tem um sentido semelhante a inferência, mais claro seria uma ideia já desenvolvida.
A redação original terminava em "...alternativas ilegais.", estava dando menos de 30 linhas. Adicionei elas porque na correção de um colega ele me mandou cortar o desenvolvimento e a solução, praticamente refazer a redação, mas no fim não adiantou muito, a nota foi muito baixa por fugir do tema.
#48870
@LucasKOT, fico muito feliz que tenha te ajudado. Você é muito incrível, conseguir escrever tudo isso numa folha de redação não é pra qualquer um. E retomando suas perguntas:
(2) Só falei aquilo porque eu mesma tenho dúvidas de como usar e ainda não encontro muitas informações sobre, me desculpe se me expressei mal no final sobre "o melhor seria não usar". Mas o que eu quis dizer é o modo como foi realizada a citação que está aparentemente errado, porque (até onde consegui descobrir sobre o uso do ponto e vírgula) essa pontuação não pode separar os elementos de uma oração: Sujeito, verbo e complemento. Pensando nisso, o "com", assim como outras preposições, faz uma ligação entre ideias, usado para iniciar um complemento de um verbo, então toda a parte "com sua teoria do mais apto sobrevive" seria um complemento de um verbo, mas antes do ponto e vírgula não tem um verbo, por isso perdeu o sentido para mim ou seria mesmo a troca pela vírgula. Porém, o melhor mesmo é você conferir como estão estruturadas as frases nesses exemplos que você tem. Se tiver algo bem parecido, dai eu estou mesmo enganada e pode usar assim tranquilo :D , senão é só tentar não separar o complemento do verbo que deve dar para usar o ponto e vírgula fazendo a citação.

(6) Então, sim, o pronome vai fazer uma retomada, mas ele não retoma "juiz" ( essa palavra sozinha nem vai funcionar como um sujeito), na verdade substitui "o filho (do juiz)". Engraçado eu ter ocultado o pronome e minha maior duvida ser "transforma em que" :lol: , como "o filho torna ele mesmo" , eu estava até lendo como se fosse um "se", um erro meu... Mas no final acabou não passando mesmo a ideia que você queria.

Ainda nesse ponto (5): Você me deixou confusa, ainda não entendi... "inferência" também tem sentido de concluir/deduzir ( https://www.infopedia.pt/dicionarios/li ... %C3%AAncia). Pelo contexto eu teria colocado "interfere", mas depende mesmo do que está nesse estudo .
E Feliz Ano Novo para você!!! ;)

Promulgada pela ONU em 1948, a Declaraç&ati[…]

Olá, GlendaMorais . Eu não estou c[…]

Vamos lá: Competência 1: 160 :D […]

a cantora Ariana Grande, tem dois álbuns pr[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM