• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por myob
#64738
Na série americana “Glee", é abordada, em diversas cenas ao longo da trama, situações discriminatórias contra personagens que se apresentam como homossexuais assumidos. Fora da ficção, infelizmente, não é diferente, tendo em vista que no Brasil 7 de 10 indivíduos declarados homoafetivos já sofreram algum tipo de agressão, verbal ou física. Sendo assim, é perceptível que intermédios mais eficazes devem ser tomados pelo governo, sabendo-se que a ampliação de problemas relacionados a saúde mental são comuns devido a esse entrave.
Primeiramente, tendo em análise que apenas em 1990 a Organização Mundial da Saúde retirou, mundialmente, a homossexualidade da lista de doenças mentais, é evidente que parte significante da população apresenta um pensamento retrógrado e manifesta atitudes homofóbicas, consequência de uma questão pouco debatida desde nossa formação e que começou a exibir progresso através da luta recentemente. Dessa forma, é primordial que a sociedade brasileira possua meios suficientes para construir consciência sobre o embate da problemática contestada.
Outrossim, deve se notar que, segundo a pesquisa publicada na revista americana JAMA, indivíduos homossexuais são mais propensos a desenvolverem problemas mentais, como depressão e ansiedade, além do alcoolismo e tabagismo. Portanto, é explícito que as ações preconceituosas contra a minoria em debate origina inúmeras adversidades dentro da vida social e financeira que, posteriormente, causam tais contrariedades.
Dado o exposto, é imprescindível que medidas sejam tomadas a fim de combater e minimizar esses obstáculos. Dessa forma, é preciso que o Estado intensifique as leis que punem atos de homofobia e conscientize a população por meio de campanhas publicitárias de denúncia, debates e palestras dentro das redes sociais e no âmbito escolar , para que os cidadãos , desde sua formação como indivíduos pertencentes a uma sociedade, apresentem o conhecimento básico sobre respeito e inclusão, podendo assim evoluir harmonicamente eliminando visões discriminatórias para com o próximo, tornando-se uma comunidade com valores mais igualitários.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#64765
Eaí, myob. Beleza?

Vamos lá.

Seu texto está perfeito. Você mostrou domínio da norma culta e da tipologia textual. Embora o texto tenha poucos erros, algumas frases poderiam ter sido melhoradas. Além disso, atente-se ao tamanho dos parágrafos. Sua conclusão,por exmplo, quase não tem pontos parágrafos(quase morri sufocado, inclusive). Ademais, está ótimo.


Na série americana “Glee", é abordada, em diversas cenas ao longo da trama, situações discriminatórias contra personagens que se apresentam como homossexuais assumidos. Fora da ficção, infelizmente, não é diferente, tendo em vista que, no Brasil, de 7 de(a cada) 10 indivíduos declarados homoafetivos já sofreram algum tipo de agressão,;verbal ou física. Sendo assim, é perceptível que intermédios mais eficazes devem ser tomados pelo governo, sabendo-se(precisa de um conectivo de oposição) que a ampliação de problemas relacionados a saúde mental são comuns devido a esse entrave.
*Primeiramente, tendo em análise que apenas em 1990 a Organização Mundial da Saúde retirou, mundialmente, a homossexualidade da lista de doenças mentais*(poderia ter sido melhorado), é evidente que parte significante da população apresenta um pensamento retrógrado e manifesta atitudes homofóbicas, consequência de uma questão pouco debatida desde nossa(sua) formação e que começou a exibir progresso através da luta(que luta?) recentemente. Dessa forma, é primordial que a sociedade brasileira possua meios suficientes para construir consciência sobre o embate da problemática contestada.
Outrossim, deve se notar que, segundo a pesquisa publicada na revista americana JAMA, indivíduos homossexuais são mais propensos a desenvolverem problemas mentais, como depressão e ansiedade, além do alcoolismo e tabagismo. Portanto, é explícito que as ações preconceituosas contra a minoria em debate origina inúmeras adversidades dentro da vida social e financeira que, posteriormente, causam tais contrariedades.
Dado o exposto, é imprescindível que medidas sejam tomadas a fim de combater e minimizar esses obstáculos. Dessa forma, é preciso que o Estado intensifique as leis que punem(punam) atos de homofobia e conscientize a população por meio de campanhas publicitárias de denúncia, debates e palestras dentro das redes sociais e no âmbito escolar , para que os cidadãos , desde sua formação como indivíduos pertencentes a uma sociedade, apresentem o conhecimento básico sobre respeito e inclusão, podendo, assim, evoluir harmonicamente eliminando visões discriminatórias para com o próximo, tornando-se uma comunidade com valores mais igualitários.

╭──────────────╯ ✍ ⌕ 𖨂 Correção d[…]

A cultura de assédio no Brasil

No livro “50 tons de cinza” é a[…]

joenir jheromagnoli cassiahso Higorrair

Peso: 1000 Nota: 1000 Conforme o escritor Franz K[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM