Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#48266
Durante a pré história, os primeiros HomoSapiens se organizavam e conviviam em grupos, criando-se as primeiras sociedades humanas. Entretanto, nesse panorama, a ideia de uma família padrão, estruturalizada no Brasil, tendo como base dual um ser do sexo masculino e feminino, não pairava ainda, visto que sua concepção, era inexistente. Nesse aspecto, cabe avaliar os fatores que levaram a sociedade brasileira na fomentação e validação da estrutura familiar tradicional e a intolerância e perseguição aos conceitos contemporâneos dela.
Em primeiro lugar, é importante destacar que, com a chegada dos portugueses ao Brasil, os valores cristãos ocidentais, dominantes na Europa, também foram trazidos pelos colonos e, sobrepostos as culturas nativas já existente no território. Sendo assim, a concepção de família brasileira, está voltada para os traços eurocentricos e cristãs, resultante do processo de colonização que a nação sofreu. Desse modo, cria-se uma opressão sobre todas as formas de manifestação de estruturas familiares que fuja da padrão já estabelecida, visto que a sociedade brasileira, carrega características enraizadas advindas do cristianismo, que em definição única, prega a família como o casamento de dois indivíduos de sexos opostos.
Ademais, mesmo que o Estado promova em sua legislação, a possibilidade de adoção de crianças em situações de abandono e negligência, a aquisição delas por casais homoafetivos culmina na discriminação e intolerância por meio de grande parte da sociedade. Nesse sentido, fica claro que mesmo boa parte dos brasileiros não possuindo uma religião praticante, suas mentes já estão programadas pelo meio social cristão em que se formou o país. Diante disso, a intolerância e preconceito com a possibilidade de novos parâmetros familiares, são evidenciados na realidade atual brasileira por parte da população.
Portanto, a família contemporânea no Brasil deve ser respeitada. Sua legitimação como instituição advinda das mudanças naturais do meio social, precisa ocorrer. Para isso, o Governo, necessita, por meio do Ministério da Educação, um projeto de base sócio educacional, que vise levar o entendimento legal e constitucional de família, que é plural, as salas de aula do país, para que as futuras gerações possam conviver melhor com sua diversidade. Esse projeto, poderá ser anexado a uma das várias polícias públicas já existentes. Assim, todas as formas estruturais de família possuirá seu devido valor perante a sociedade.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Segundo a Organização Mundial de Sa&[…]

A redação está ótimo, […]

Comecei a estudar pro enem esse ano, essa é[…]

Alfabetização infantil no Brasil

A alfabetização começa na pri[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM