• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#78206
Na Revolução Industrial, movimento iniciado na Inglaterra, no século XVIII, os operários das fábricas detinham poucos direitos trabalhistas. Assim como no Brasil antes do Estado Novo, de Getúlio Vargas, os funcionários de determinada empresa não tinham direito às férias, ao salário mínimo e ao limite de carga horária diária. No entanto, apesar desses direitos estarem inclusos na Constituição Federal de 1988, muitos deles não são cumpridos na prática. Essa problemática surge por dois principais motivos: a necessidade econômica do trabalhador e a falta de ações governamentais para criar leis e fiscalizar as relações trabalhistas.
Em primeiro lugar, é nítido realçar que muitos cidadãos brasileiros são assolados pelo desemprego. Segundo o G1, portal de notícias, cerca de 14,8 milhões de brasileiros não possuem emprego formal. Nesse cenário, muitos indivíduos optam por trabalhar de modo informal ou como MEI (Micro-Empreendedor Individual). Entretanto, ambas as formas são abusivas ao prestador de serviços, pois as leis vigentes, imutáveis por governos omissos, não o protege de más condições profissionais.
Em segundo lugar, a falta de habilidade governamental para atualizar as leis, de acordo com a atualização das relações entre empregador e empregado, é a principal causa da exploração trabalhista na sociedade moderna. Nesse contexto, é válido observar que o Estado não se preocupa com entregadores de comida ou motoristas de aplicativo que trabalham mais que 8 horas sem receber um salário mínimo, tampouco em fiscalizar quaisquer tipos de relações trabalhistas, o que gera uma grande lacuna nos direitos de certos provedores de serviço.
Logo, tendo em vista que a realidade deve ser mudada, é necessário que o Estado, responsável por garantir os direitos constitucionais aos cidadãos, por meio de um projeto de lei, imponha um determinado salário mínimo por hora trabalhada que a empresa deve pagar ao MEI ou ao trabalhador informal. Dessa maneira, os trabalhadores terão seus direitos garantidos por lei, e o Brasil deixará de se assemelhar à Inglaterra do século XVIII.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#78207
Esqueci de deixar uma linha em branco entre os 4 parágrafos, mas o parágrafo 1 começa com "Na Revolução Industrial,", o parágrafo 2 começa com "Em primeiro lugar,", o parágrafo 3 começa com "Em segundo lugar," e o parágrafo 4 começa com "Logo,".
#79353
@LucasME, parabéns ótima redação, só acho que poderia, ter mais elementos que iria ajudar na coesão, de seu texto pois na sua conclusão você utilizou a seguinte frase (Logo, tendo em vista que a realidade deve ser mudada, é necessário que o Estado, responsável por garantir os direitos constitucionais aos cidadãos, por meio de um projeto de lei, ) que em minha opinião poderia ter mais algum elemento como (deve)antes do por meio para ajudar na coesão. Mais sua redação ficou parabéns
#79409
Na Revolução Industrial, movimento iniciado na Inglaterra [vírgula desnecessária] no século XVIII, os operários das fábricas detinham poucos direitos trabalhistas.

Introdução Perfeita.


d1 : Entretanto, ambas as formas são abusivas ao prestador de serviços, pois as leis vigentes, imutáveis por governos omissos, não o protege de más condições profissionais. [Conclua : > assim, fica evidente que é preciso melhorar as condições socioeconômicas da população trabalhista para a resolução da problemática.]

d2: Nesse contexto, é válido observar que o Estado não se preocupa com entregadores de comida ou motoristas de aplicativo que trabalham mais que 8 horas sem receber um salário mínimo, tampouco em fiscalizar quaisquer tipos de relações trabalhistas, o que gera uma grande lacuna nos direitos de certos provedores de serviço. [Conclua : > Dessa forma, ações governamentais são imprescindíveis para melhorar a vida dos trabalhadores]

Conclusão: é necessário que o Estado [agente amplo demais, especifique: Ministério do Trabalho, Poder Legislativo, Executivo, Judiciário, etc.]
por meio de um projeto de lei [acho que você poderia ter dito que o Presidente da República deveria fazer o projeto de lei, a ser aprovado]
#79411
Jotaveh escreveu:Na Revolução Industrial, movimento iniciado na Inglaterra [vírgula desnecessária] no século XVIII, os operários das fábricas detinham poucos direitos trabalhistas.

Introdução Perfeita.


d1 :Em primeiro lugar, é nítido realçar que muitos cidadãos brasileiros são assolados pelo desemprego. [conectivo, ex: Sob essa ótica,] Segundo o G1,
Entretanto, ambas as formas são abusivas ao prestador de serviços, pois as leis vigentes, imutáveis por governos omissos, não o protege de más condições profissionais. [Conclua : > assim, fica evidente que é preciso melhorar as condições socioeconômicas da população trabalhista para a resolução da problemática.]

d2: Nesse contexto, é válido observar que o Estado não se preocupa com entregadores de comida ou motoristas de aplicativo que trabalham mais que 8 horas sem receber um salário mínimo, tampouco em fiscalizar quaisquer tipos de relações trabalhistas, o que gera uma grande lacuna nos direitos de certos provedores de serviço. [Conclua : > Dessa forma, ações governamentais são imprescindíveis para melhorar a vida dos trabalhadores]

Conclusão: é necessário que o Estado [agente amplo demais, especifique: Ministério do Trabalho, Poder Legislativo, Executivo, Judiciário, etc.]
por meio de um projeto de lei [acho que você poderia ter dito que o Presidente da República deveria fazer o projeto de lei, a ser aprovado]
O assédio no Brasil

Alicerdg12 desculpa, mas onde está os seu[…]

O programa "pequenas empresas e grandes negoc[…]

Ao mencionar a frase "Temos de nos tornar na […]

Em 2019 a grave doença, Covid-19 se alastro[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM