Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#60655
Segundo a Declaração Universal dos Direitos Humanos , os indivíduos são iguais em dignidade e direitos. No entanto, tal premissa não é verificada na realidade brasileira, uma vez que a exploração do trabalhador faz-se presente de forma cruel. Nesse contexto, percebe-se a configuração de um completo problema, que se enraíza na lenta mudança na mentalidade e atitude social e na omissão governamental.

Em primeira análise, é preciso atentar para a impunidade da questão. Nessa perspectiva, a máxima de Martin Luther King de que "a injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo lugar" cabe perfeitamente. Desse modo, tem-se como consequência a generalização da injustiça e a prevalência do sentimento de sentir-se usado como uma máquina industrial no que tange a exploração trabalhista.

Ademais, a problemática encontra terra fértil na desigualdade social e na falta de informação sobre seus direitos como trabalhador. De acordo com a Ayn Rand - escritora e filósofa americana-, a menor minoria na terra é o indivíduo. Aqueles que negam os direitos individuais não podem se dizer defensores da minoria. Em virtude disso, há, como consequência a desvalorização do profissional e até mesmo problemas para sua saúde, devido a grande jornada de trabalho ser maior do que o corpo suporta. Logo é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.

Então, medidas estratégicas são necessárias para alterar esse quadro. Para que isso ocorra a CLT (consolidação das leis do trabalho) juntamente com o Recursos Humanos desenvolvam campanhas de investigação em todos os locais de trabalho, por meio de fiscalizações com o governo. Tais fiscalizações e investigações devem ser feitas em todos os meios onde existam suspeitas desse crime, com o objetivo de trazer a asseguração dos direitos trabalhistas. Por fim, se consolidará uma sociedade mais agradável e justa, onde o governo cumpre com seu dever de garantir os direitos indispensáveis dos cidadãos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Na série " as telefonistas ", em […]

Ashiley Oii, você poderia corrigir minh[…]

É de conhecimento geral que, a tradi&ccedi[…]

.Promulgada em 2014 , a Lei 12.965/2014 tem o obje[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM