Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#55226
O Brasil, mesmo ainda sendo um país subdesenvolvido, está próximo a entrar na terceira fase geográfica de crescimento populacional, isto é, a sociedade se situará em um estágio de envelhecimento. Tal acontecimento contribui, portanto, em uma dependência cada vez maior dos jovens, para movimentar a economia do País. Contudo, é preponderante que esse público possui uma precária educação sobre finanças, tornando preocupante o futuro da economia brasileira. Isso se deve, sobretudo, à ínfima contribuição escolar e à banalização familiar da responsabilidade financeira dos menores.
Nessa perspectiva, relacionando ao parágrafo anterior, é fulcral analisar a importância que a escola tem na formação do ideal econômico das crianças. À vista disso, é fundamentado na canção “Another Brick in the Wall”, da banda “Pink Floyd” , que os jovens ainda são construídos, fazendo uma alusão à “Brick”, tijolo em inglês, em um modelo padrão. Dessa forma, é perceptível a veracidade da música quando comparada ao uso apenas teórico e conservador da educação brasileira, delegando o ensino financeiro a situações de crises decorrentes da falta de aprendizado. Logo, se houvesse uma preparação prévia, pelas instituições de ensino, o Brasil teria uma economia mais estabilizada e próspera.
Ademais, é notório que a família, considerada a base primária do desenvolvimento do indivíduo, é de tamanha importância para influenciar o conhecimento monetário dos brasileiros. Visto que, segundo a Sociologia, a família é a “Instituição Social” que introduz as primeiras informações, sobre a sociedade em que convivem, às crianças. Entretanto, geralmente, os pais acreditam que a educação financeira é assunto de cunho adulto, e que, com o passar do tempo, os menores desenvolvem a maturidade para aprender sobre tal tema. Assim sendo, no Brasil, os jovens crescem sem perspectiva econômica, pois nunca tiveram a oportunidade de trabalhar estratégias financeiras, tornando-os susceptíveis a instabilidades monetárias.
Portanto, para suprir o problema apresentado, o Ministério da Educação, agente responsável pelo ensino do País, deve, com o apoio de economistas e professores de matemática financeira, aplicar e reforçar as medidas de educação financeira nas escolas. Assim, essa ação tem como objetivo garantir que as crianças desenvolvam uma maior responsabilidade ao administrar finanças, proporcionando um amadurecimento pessoal e individual dos jovens ao movimentar o capital. Além disso, cabe ao Ministério da Educação, também, desenvolver plataformas on-line, com conteúdo informativos, sobre finanças. Logo, permitindo que todo convívio familiar aprenda, sobre a educação financeira, de uma maneira divertida e funcional.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 153

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 187

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 187

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#55418
O Brasil, mesmo ainda sendo um país subdesenvolvido, está próximo a entrar na terceira fase geográfica de crescimento populacional, isto é, a sociedade se situará em um estágio de envelhecimento. Tal acontecimento contribui, portanto, em uma dependência cada vez maior dos jovens, para movimentar a economia do País. Contudo, é preponderante que esse público possui uma precária educação sobre finanças, tornando preocupante o futuro da economia brasileira. Isso se deve, sobretudo, à ínfima contribuição escolar e à banalização familiar da responsabilidade financeira dos menores.

Nessa perspectiva, relacionando ao parágrafo anterior, é fulcral analisar a importância que a escola tem na formação do ideal econômico das crianças. À vista disso, é fundamentado na canção “Another Brick in the Wall”, da banda “Pink Floyd” , que os jovens ainda são construídos, fazendo uma alusão à “Brick”, tijolo em inglês, em um modelo padrão. Dessa forma, é perceptível a veracidade da música quando comparada ao uso apenas teórico e conservador da educação brasileira, delegando o ensino financeiro a situações de crises decorrentes da falta de aprendizado. Logo, se houvesse uma preparação prévia, pelas instituições de ensino, o Brasil teria uma economia mais estabilizada e próspera.

Ademais, é notório que a família, considerada a base primária do desenvolvimento do indivíduo, é de tamanha importância para influenciar o conhecimento monetário dos brasileiros. Visto que, segundo a Sociologia, a família é a “Instituição Social” que introduz as primeiras informações, sobre a sociedade em que convivem, às crianças. Entretanto, geralmente, os pais acreditam que a educação financeira é assunto de cunho adulto, e que, com o passar do tempo, os menores desenvolvem a maturidade para aprender sobre tal tema. Assim sendo, no Brasil, os jovens crescem sem perspectiva econômica, pois nunca tiveram a oportunidade de trabalhar estratégias financeiras, tornando-os susceptíveis a instabilidades monetárias.

Portanto, para suprir o problema apresentado, o Ministério da Educação, agente responsável pelo ensino do País, deve, [esse seria o meio da ação? sugiro deixar mais claro > com o apoio de economistas e professores de matemática financeira, aplicar e reforçar as medidas < é importante você exemplificar que medidas são essas, não generalize] de educação financeira nas escolas. Assim, essa ação tem como objetivo garantir que as crianças desenvolvam uma maior responsabilidade ao administrar finanças, proporcionando um amadurecimento pessoal e individual dos jovens ao movimentar o capital. Além disso, cabe ao Ministério da Educação, também, desenvolver plataformas on-line, com conteúdo informativos, sobre finanças. Logo, permitindo que todo convívio familiar aprenda, sobre a educação financeira, de uma maneira divertida e funcional.
* Não tenho o que falar da estrutura, a redação está bem estruturada e conectada
* Acredito que a intervenção está completa, só cuidado com a repetição de palavras


Espero ter ajudado! ;)

jherodrigues , muitíssimo obrigada! Foi m[…]

Testes em animais

Ashiley , pode sim, não sei mexe nesse ap[…]

Publicidade infantil

A publicidade infantil beneficia em si apenas as e[…]

Oiii, vou corrigir amanhã pode ser?

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM