• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#76122
Cazuza, cantor e compositor brasileiro, na sua música "O tempo não para", afirma que vê o futuro repetir o passado. Não diferente da canção, incluso nessa perspectiva, está o contexto brasileiro hodierno quanto à destruição de monumentos como protesto contra homenagens às figuras históricas questionáveis, o que reflete uma forte polarização da sociedade. Isso se dá em virtude da desinformação histórico-social do país e da displicência estatal. Assim, faz-se improtelável a análise desses empecilhos, com o fim de atenuar a problemática.
A princípio, é evidente a carência de informação histórica, por parte do corpo social. Isso ocorre, pela supervalorização de algumas disciplinas escolares, como português e matemática, e descrédito às disciplinas como: história, geografia, sociologia e filosofia, matérias estas que abordam o conhecimento histórico e estimulam o pensamento crítico do estudante. A exemplo disso, está o Novo Ensino Médio, aprovado durante o governo do ex-presidente Michel Temer pela lei n.° 13.415/2017, que alterou as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, tornando esse estudo reflexivo, opcional, mantendo obrigatórias as disciplinas vistas como mais essenciais, contribuindo para uma sociedade desinformada e alheia ao que acontece no seu meio. Dessa forma, é imprescindível a mudança de postura do corpo social para com essa conjuntura.
Outrossim, a desatenção do Estado no que tange a permanência desses monumentos, é outro agravante para esse cenário. Segundo John Locke, filósofo inglês, é dever do Estado buscar o bem-estar público, todavia, não o faz, ao permitir que homenagens às figuras históricas dubitáveis, se prolonguem no espaço público sem qualquer explicação de suas ações passadas. Essas pessoas desempenharam papéis fundamentais para a construção da atual nação, no entanto, realizaram isso através de torturas, assassinatos, estupros, e além dessas práticas serem repudiadas, independente de suas justificativas, elas despertam lembranças e significados para os descendentes dessas vítimas. Assim, é imperioso que o responsável pelo bem-estar da população cumpra com seu dever e atenue esse entrave.
Destarte, fica explícito a polarização presente na sociedade e as suas consequências no tocante ao debate da destruição, ou não, de monumentos de figuras da história. Assim, o Ministério da Educação, órgão governamental responsável por implantar as políticas educacionais no país, deve por intermédio de uma reformulação na Base Nacional Comum Curricular, tornando essenciais as disciplinas de cunho crítico e histórico, com o fim de construir cidadãos conhecedores da história do seu país, não aceitando homenagens à essas figuras. Ademais, o Ministério da Cultura, órgão do Governo responsável pela expressão da cultura nacional e pelo patrimônio histórico do país, mediante de suas secretarias estaduais e municipais, deve realocar esses monumentos de vias públicas para outros locais como museus e centros de conservação ou para jardins do Museu Nacional, atualmente em fase de recuperação, com a finalidade de promover locais que respeitem um passado de dor, mas promovam uma reflexão de como é preciso conhecer a história para aprender com os erros anteriores. Dessarte, quando tais medidas forem postas em prática, amenizar-se-ão esses obstáculos, e o futuro não mais repita o passado. :?
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#76409
OLÁ Isa! Tudo bem? Espero que seu dia esteja sendo incrível! 😸👋🏻

—Lembrando que não sou uma corretora profissional e dependendo de quem corrigir o seu texto as análises serão bem diferentes. Espero ter ajudado! Um beijão!

/ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄ ̄\

🦆 ⌕ 𖨂 Correção de EmiillySilva》▷
Redação ╳﹫Isinh4

Tema: "A destruição de monumentos como forma de protestos. "

👥⌕ 𖨂 ᵉˢˢᵃ ᶜᵒʳʳᵉᶜ̧ᵃ̃ᵒ ᵗᵉᵐ ᶜᵒᵐᵒ ᶠᶦⁿᵃˡᶦᵈᵃᵈᵉ ᵍᵘᶦᵃʳ ᵉ ᵃˡᵉʳᵗᵃʳ ᵒ ᵉˢᶜʳᶦᵗᵒʳ ᵈᵉ ˢᵉᵘˢ ᵈᵉˢˡᶦᶻᵉˢ ᵒᵘ ᵖᵒˢˢᶦ́ᵛᵉᶦˢ ᵉʳʳᵒˢ ᵈᵉ ᵃᶜᵒʳᵈᵒ ᶜᵒᵐ ᵒ ᵐᵒᵈᵉˡᵒ ᵈᵉ ʳᵉᵈᵃᶜ̧ᵃ̃ᵒ ᵉⁿᵉᵐ. ᵃᵖᵃʳᵗᶦʳ ᵈᶦˢˢᵒ ᵉ́ ᶦᵐᵖᵒʳᵗᵃⁿᵗᵉ ᵈᵉˢᵗᵃᶜᵃʳ ᵠᵘᵉ ⁿᵃ̃ᵒ ˢᵒᵘ ᵘᵐ ᵖʳᵒᶠᶦˢˢᶦᵒⁿᵃˡ ⁿᵃ ᵃ́ʳᵉᵃ, ᵉⁿᵗᵃ̃ᵒ ᵠᵘᵃˡᵠᵘᵉʳ ᵉᵠᵘᶦ́ᵛᵒᶜᵒ ᵈᵃ ᵐᶦⁿʰᵃ ᵖᵃʳᵗᵉ ᵇᵃˢᵗᵃ ᵐᵉ ᶦⁿᶠᵒʳᵐᵃʳ, ᵖᵒᶦˢ, ᶠᵃᶜ̧ᵒ ᵃᵖᵉⁿᵃˢ ᶜᵒᵐ ᶦⁿᵗᵘᶦᵗᵒ ᵈᵉ ᵃʲᵘᵈᵃʳ ᵒˢ ᵒᵘᵗʳᵒˢ
─────────────────
Competências
﹌﹌﹌﹌﹌﹌﹌﹌
『⚅』Trocar/repetição.
『⚀』Errado.
『⚃』Correto.
『⚂』Atenção/ modificação..
┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄
[⚠️》 Perdão se alguma cor sair errada.]
┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄
INTRODUÇÃO
┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┄┈┄┈┄┈┄┄╯

Cazuza, cantor e compositor brasileiro, na sua música "O tempo não para"[❌》primeira letra em caixa alta》 "O Tempo Não Para"], afirma que vê o futuro repetir o passado. Não diferente da canção, incluso nessa [💡》"mesma"] perspectiva, está o contexto brasileiro hodierno quanto à destruição de monumentos como protesto contra homenagens às figuras históricas questionáveis, o que reflete uma forte polarização da sociedade. 『🅰️ Isso se dá em virtude da desinformação histórico-social do país e da displicência estatal. Assim, faz-se improtelável [❌》o correto seria "impreterível"?》significado: "não preterível, que não pode deixar de ser feito ou executado."] a análise desses empecilhos, → ᵉˣᵖᵉᶜᵗᵃᵗⁱᵛᵃˢ ᵖᵃʳᵃ ᵒ ᵈᵉˢᵉⁿᵛᵒˡᵛⁱᵐᵉⁿᵗᵒ ⁰¹ ᵉ ⁰² com o fim de atenuar a problemática. 『🅱️

┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┈┄┄╯
⌜ ✎⌝Muito bom!💪🏻😼👍🏼

✔)Contextualização『 Introdução com música
✔)problematização 『🅰️
✔)apresentação da tese 『🅱️
✔)citação breve dos dois argumentos.『01 e 02


- - - - - - - - - - -- - - - - - - - - - -- - - - - - - - - - -- - - -

⁰¹【 DESENVOLVIMENTO
╭┈┈┈┈┈┈┈┈┈╯
↳A princípio, é evidente a carência de informação histórica[💡》acredito que aqui você poderia ter sido mais específica, para sempre estar ligada à retomada do tema, como: "carência de informações sobre os monumentos históricos"], por parte do corpo social. Isso ocorre, pela supervalorização de algumas disciplinas escolares, como português e matemática, e descrédito às disciplinas como: história, geografia, sociologia e filosofia, matérias estas que abordam o conhecimento histórico e estimulam o pensamento crítico do estudante. A exemplo disso, está o Novo Ensino Médio, aprovado durante o governo do ex-presidente Michel Temer pela lei n.° 13.415/2017, que alterou as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, tornando esse estudo reflexivo, opcional, mantendo obrigatórias as disciplinas vistas como mais essenciais[💡"essenciais"》 aqui você poderia colocar aspas para demonstrar uma contradição do que seria mais "essencial" para as bases educativas de um estudante ], contribuindo para uma sociedade desinformada e alheia ao que acontece no seu meio. Dessa forma, é imprescindível a mudança de["da"] postura do corpo social para com essa conjuntura.
.[⭐》fechamento do parágrafo concluído!]

╭──────────────────╯
⌜ ✎⌝ Muito bom, sua argumentação é bem verídica e crítica sobre o tema! Parabéns, só deixei algumas dicas e fiz pequenos ajustes nesse parágrafo.


- - - - - - - - - - -- - - - - - - - - - -- - - - - - - - - - -- - - -

╭──────────────╯

⁰² 【 DESENVOLVIMENTO
╰──────────────────╮
↳Outrossim, a desatenção do Estado [❌》faltou vírgula para isolar essa parte a seguir] no que tange a permanência desses monumentos, é outro agravante para esse cenário. Segundo John Locke, filósofo inglês, é dever do Estado buscar o bem-estar público, todavia, não o faz, ao permitir que homenagens às figuras históricas dubitáveis, se prolonguem no espaço público sem qualquer explicação de suas ações passadas. [❓》 faltou conectivo] Essas pessoas [❓》que pessoas?] desempenharam papéis fundamentais para a construção da atual nação, no entanto, realizaram isso através[⚠️》evite essa palavra "através"》 explicado no ▪️🔴▪️] de torturas, assassinatos, estupros, e além dessas práticas serem repudiadas, independente de suas justificativas, elas despertam lembranças e significados para os descendentes dessas vítimas[❓》nessa parte acredito que ficou um tanto vago, você argumenta muito bem, mas especificamente aqui você poderia ter categorizado melhor em que circunstância está restabelecendo. Esta falando sobre o passado histórico e errôneo dos monumentos inseridos naquele meio? de que pessoas (que praticam todos esses atos) você se refere? deveria ter anunciado isso de forma direta, para não parecer que está falando sobre a sociedade no geral]. Assim, é imperioso que o responsável pelo bem-estar da população cumpra com seu dever e atenue esse entrave.
.[⭐》fechamento do parágrafo concluído!]


╭──────────────────╯
⌜ ✎⌝ esse desenvolvimento, ao meu ver, também está muito bom. Porém, senti que não consegui identificar de quem estava falando, era sobre a sociedade ou o passado do monumento histórico? Você poderia ter evidenciado melhor essa parte para o leitor, visto que ele nunca terá em mente o que será dito em seu desenvolvimento, tente ser bem específica quanto a esses quesitos referências. Mesmo assim, acredito que será fácil para você resolver isso, sua argumentação é incrível!

╰──────────────────╮


▪️🔴▪️por que não se usa "através" fora de seu contexto?

『🗣』 A palavra “através”, segundo o dicionário, significa ir de um lado para o outro, atravessar, passar pelo interior de algo, ir no decorrer, transpassar. Assim sendo, analisemos um contexto de uso da palavra comum em redações:

“A Libras é a primeira língua do não ouvinte. Ao não permitir o acesso à educação através dela, o surdo, além de ter sua aprendizagem plena limitada, acaba impedido de desfrutar de um direito conquistado por sua comunidade.”』


『🗣』Neste caso, o autor do trecho seria penalizado pelo uso da palavra. Por quê? Bom, a ideia que se quer passar é a de que a Libras será uma mediadora do processo de aprendizagem, correto? Não há o sentido de movimento físico ou de algo concreto que atravessa outro.

✔》Tudo bem, é perfeitamente compreensível o sentido que se pretendeu passar. Apesar disso, sugerimos que, nessas situações, a palavra seja substituída pelas locuções "por meio de" OU "por intermédio de". Assim, será possível entender a relação de sentido mais abstrata, em que algo é um instrumento, algo foi feito com o auxílio, com a ajuda de outra.

🔎Por meio de um comunicado geral, todos foram dispensados do trabalho. (Correto!)

🔎A bala passou através do vidro, mas não atingiu ninguém. (Correto também!)

📂》 informações retiradas do https://blog.imaginie.com.br/atraves/

- - - - - - - - - -- - - - - - - - - - -- - - - - - - - - - -- - - -

╭──────────────╯

CONCLUSÃO
╰──────────────────╮
Destarte, fica explícito a polarização presente na sociedade e as suas consequências no tocante ao debate da destruição, ou não, de monumentos de figuras da história. Assim, o Ministério da Educação, órgão governamental responsável por implantar as políticas educacionais no país, deve por intermédio de uma reformulação na Base Nacional Comum Curricular, tornando essenciais as disciplinas de cunho crítico e histórico, com o fim de construir cidadãos conhecedores da história do seu país, não aceitando homenagens à essas figuras. Ademais, o Ministério da Cultura, órgão do Governo responsável pela expressão da cultura nacional e pelo patrimônio histórico do país, mediante de suas secretarias estaduais e municipais, deve realocar esses monumentos de vias públicas para outros locais como museus e centros de conservação ou para jardins do Museu Nacional, atualmente em fase de recuperação, com a finalidade de promover locais que respeitem um passado de dor, mas promovam uma reflexão de como é preciso conhecer a história para aprender com os erros anteriores. Dessarte, quando tais medidas forem postas em prática, amenizar-se-ão esses obstáculos, e o futuro não mais repita o passado.

╭──────────────────╯
⌜ ✎⌝ Fez tudo muito bem, parabéns! Sua conclusão está completa e bem específica. Mas o único problema é que está muito grande, recomendo resumir mais, caso contrário tomará muito espaço que poderia ser investido no seu desenvolvimento.

╭──────────────────╯

🔍proposta contém:
[✔]completa.

✅AGENTE. (Quem tomará providências)
✅AÇÃO. ( O modo, a forma que será feita)
✅OBJETIVO. ( O propósito após ser feita)
✅MEIO. (Por onde? Mídia? Escolas?...)
✅DETALHAMENTO.( Forma mais detalhada do meio, agente ou ação)


[🔥》"Continue! A força de vontade é o lema que conduz a nossa vida e nos faz navegar em busca de nossos sonhos."]

BOA SORTE E UM BEIJO NO CÉREBRO. 😚🧠

╭──────────────╯

Percebe-se que no Brasil, de alguns anos pra c&aac[…]

A humanidade no decorrer da história tem lu[…]

Athesui maiconpgtu anaclaradll jheromagn[…]

O artigo 6º da constituição fed[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM