• Avatar do usuário
#78959
A obra "Morte e Vida Severina", descreve a história de morte de vários "Severinos" que se tornam símbolos de uma contínua desigualdade no cenário do Nordeste brasileiro. De modo análogo, a discrepância no acesso à tecnologia no Brasil é um impasse que igualmente atrasa o desenvolvimento de toda uma sociedade. Tal situação se deve à negligência governamental e ao falho sistema educacional, fatores esses que aumentam ainda mais o abismo social entra as classe.
Nesse sentido, é importante salientar a ineficiência do estado como fator principal no prolongamento desse imbróglio tecnológico. Na obra "Sobre o autoritarismo brasileiro" de Lilia Schwarcz descreve que a desigualdade social é algo visível em diversos setores sociais, visto posto que na área tecnológica, o governo mostrou-se pouco ativo, principalmente nesse momento da pandemia da Covid-19, muitos cidadãos ficaram sem poder exercer suas funções sociais por falta de acesso à internet ou dispositivos adequados, evidenciando o porquê o Brasil está na nona posição mundial de desiquilíbrio social de acordo com a ONU.
Outrossim, deve-se ressaltar o déficit na educação do país em tentar minimizar esse óbice. Um estudo feito pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância, cerca de 5 milhões de crianças e adolescentes ficaram sem aula em 2020, valor numérico esse esse que causa um grande desiquilíbrio no setor educacional brasileiro, e mesmo que seja a décima segunda economia mundial, segundo a ONU, mostra-se inapto em combater a desigualdade no acesso à tecnologia na nação.
Portando, medidas são necessárias para remediar tal impasse. Com isso, o Ministérios da Educação, órgão do governo responsável pela política nacional de educação, deve criar um projeto chamado "Conecte-se Brasil", que por meio de investimento na compra de dispositivos tecnológicos, no qual fornecerá esses materiais as populações mais carentes, para que assim, a desigualdade entre as classes seja minimizada, a tecnologia seja algo mais democrático e os "Severinos" deixem de existir na sociedade brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Geralmente, quando se comete um crime considerado […]

No Brasil, os desafios para a atenuaç&atild[…]

Trabalho infantil no Brasil

Não é recente o trabalho infantil no[…]

A violência doméstica

No documentário "Cenas de um homic&iac[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM