Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
Por Lelimap
#44037
De acordo com o ditado popular "é errando que se aprende", as falhas que o ser humano comete são vistas como um elemento indispensável para o crescimento pessoal. Em 2020, entretanto, uma nova tendência ganhou força nas redes sociais: o cancelamento. Tal prática consiste na punição por meio de exposição e opressão, via de regra, de figuras públicas, em resposta a um ato considerado inadequado, realizado por elas. Nesse contexto, percebe-se o retrocesso da sociedade no que se refere à justiça, causado pela falta de empatia e diálogo.
Em primeiro lugar, convém ressaltar que, durante a Idade Média, grupos de justiceiros realizavam forte apelo para condenar e queimar mulheres acusadas de bruxaria, que não podiam se defender. Felizmente, a noção de cidadania foi ampliada e os direitos foram criados, promovendo humanização nas formas de fazer justiça. Analogamente, a cultura do cancelamento, ao privar as pessoas canceladas do poder de fala, estão exibindo um comportamento medieval, que não condiz com a contemporaneidade.
Ademais, a falta de empatia vela as consequências causadas na vida de quem é cancelado, muitas vezes, por motivos banais, que poderiam ser resolvidos com educação, não opressão. O simples juízo moral contra determinada ação não é construtivo, na medida em que não foca na resolução do problema, mas somente na punição. Isso vai contra a posição do sociólogo Habermas, o qual defende o consenso e o diálogo entre os indivíduos, para que se encontre harmonia social, por meio do respeito à alteridade.
Dessa forma, fica evidente que a cultura do cancelamento deve ser interrompida, visando a boa convivência e o respeito, além da tolerância com o outro. Para isso, é necessário que os indivíduos reconheçam que, mesmo celebridades aclamadas pela população cometem erros e que essa característica de falhar é intrínseca a todos. A partir disso, devem substituir o desrespeito e a humilhação virtual por críticas construtivas, que busquem instruir quanto a ações mal vistas pelo público, utilizando-as como uma oportunidade de aprendizado para todos. Assim, o Brasil poderá ser um país de compreensão, não opressão.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Quem puder me ajudar, agradeço demais! Um a[…]

A constituição federal de 1988, docu[…]

A Constituição Federal de 1988, docu[…]

Vivemos numa atualidade em que o conceito de se &[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM