• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Melissa1234
Quantidade de postagens
#71544
Adolfo Caminha, em seu livro "A Normalista", do século XIX, retratou o assédio sexual enfatizando o estupro da protagonista pelo padrinho, a fim de criticar os péssimos costumes da época. É evidente que, dois séculos depois, a problemática do assédio ainda persiste na sociedade verde-amarela e ocorre, devido, não somente à ótica preconceituosa lançada nas vítimas, mas também devido à difusão cultural.
Em primeira instância, por conta de a culpabilidade do assédio ser direcionada às vítimas (em sua maioria mulheres) intensifica-se a cultura do medo, diminuindo assim, a queixa. Por esse lado, esse estigma possui raízes históricas, pois durante a Ditadura Militar no Brasil, por exemplo, era propagada a frase "Prendam as cabras que os bodes estão soltos". Por conseguinte, essa máxima representa a responsabilidade associada às mulheres, em caso de assédio, uma vez que refletia o fraco apoik à denúncia. Nesse contexto, em 2016, os números de assédio relatados remetiam a apenas 15% dos ocorridos, segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
Outrossim, a ausência quase total de medidas educativas em âmbito escolar e doméstico promovem a normalização dos atos de assédio perante à sociedade. Em verdade, Vygotsky, psicólogo bielorrusso, afirmou que o comportamento do homem é formado por peculiaridades e condições sociais de seu crescimento. Logo, se durante o crescimento das crianças for estimulado o aprendizado de práticas machistas e de assédio, subsequentemente, criará jovens que acreditam nessa maneira como correta.
Sendo assim, essa mazela tem suas raízes histórico-culturais e precisa ser modificada. Portanto, é impreterível, que a mídia estimule a queixa das vítimas, por meio de propagandas televisivas, relatando denúncias de casos reais de pessoas que passaram pelo mesmo percalço, com o intuito de promover a mobilização social. Além disso, faz-se mister que o MEC difunda o conhecimento de práticas de assédio, por intermédio de palestras nas escolas promovidas pela Secretaria de Educação com o fito de instruir as crianças e responsáveis a não praticarem tais atos. Desse modo, talvez menos escritores critiquem esses casos, como Adolfo Caminha.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Muito se tem discutido, recentemente, acerca das d[…]

nycolas2005 , muito obrigada, fico feliz pela cor[…]

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio &aacu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM