Avatar do usuário
Por fairymxndes
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#117077
A competitividade é uma noção amplamente discutida nos dias atuais, já que se faz presente em diversos aspectos da sociedade desde os primórdios da humanidade. No cenário brasileiro, por exemplo, pode representar a busca contínua pelo sucesso, sempre idealizando melhores resultados. Entretanto, a competitividade também pode gerar pressões excessivas e graves danos psicológicos. Sob esse viés, torna-se necessário a análise acerca de causas, consequências e possível resolução da problemática.

Em primeiro lugar, cabe abordar que a mazela apontada é resultado de uma sociedade criada e desenvolvida com a premissa de que a competitividade é um conectivo direto ao sucesso, sendo necessária para a convivência coletiva. Segundo o filósofo John Locke, o homem nasce como uma folha em branco, o qual adquire conhecimento por intermédio de experiências e tem a sua vida como “páginas” em branco, que são preenchidas com a educação. Desse modo, enquanto as redes de ensino seguirem incentivando a competitividade, esse será um problema presente em nosso cotidiano.

Nesse contexto, é fundamental equilibrar a competitividade com a cooperação e o bom senso de coletividade. O sociólogo Erving Goffman, em um de seus trabalhos, afirma que, devido à influência de fatores compulsivos, o cidadão perde seu pensamento individual e se junta a uma massa coletiva, apontando assim a influência da sociedade na formação psicológica de seus indivíduos, que tendem a seguir o mesmo caminho de seus ancestrais, desenvolvendo assim, um ciclo contínuo e vicioso.

Em face do relatado, cabe ao poder Executivo, órgão responsável pela fiscalização e execução das leis, em conjunto do Ministério da Educação, realizar alterações efetivas no método de ensino brasileiro, incentivando a cooperação social, e assim, garantir o abrandamento da coletividade e suas consequências.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Avatar do usuário
Por abiaacs
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#118847
boa noite,

li seu texto e minhas observações estarão a seguir.

[] - erros;
() - correções;
{} - observações.


OBSERVAÇÕES GERAIS.1

- Na redação há 5 competências e cada competência equivale a 200 pontos, então 5 x 200 = 1000.
A primeira competência fala sobre erros ortográficos, repetição de palavras, uso de palavras pessoais e etc. Questões sintáticas.
A segunda competência diz respeito ao uso de repertórios socioculturais, ou seja, se você usou alguma citação/série/filme/documentário para VALIDAR suas argumentações. Perceba, é OBRIGATÓRIO que haja em seus DESENVOLVIMENTOS (d1 e d2) um repertório.
A terceira competência avalia a qualidade da sua argumentação, a sua estrutura, se o que foi informado na introdução será discutidos nos desenvolvimentos e se sua conclusão soluciona os problemas apresentados nos dois desenvolvimentos.
A quarta competência procura analisar se há conectivos e operadores argumentativos em sua redação. Se eles foram usados de forma correta e se há uma conecção entre os parágrafos e se há uma linearidade dos fatos apresentados.
A quinta, e a mais fácil, competência, avalia se há os 5 componentes necessários para se solucionar um problema. AGENTE, DETALHAMENTO, MODO, MEIO e FINALIZAÇÃO.
- É muita informação de início, mas com o tempo você vai entendendo melhor. Agora vamos para correção!


TEXTO:

A competitividade é uma noção amplamente discutida nos dias atuais, já que se faz presente em diversos aspectos da sociedade desde os primórdios da humanidade. (Diante disso,) No cenário brasileiro, por exemplo, pode representar a busca contínua(, da população,) pelo sucesso, (o qual) sempre idealiza[ndo](m) melhores resultados. Entretanto, a competitividade também pode gerar pressões excessivas e graves danos psicológicos (aos que competem). Sob esse viés, torna-se necessário a análise acerca [de] (das) causas, consequências e possíve[l](is) resoluç[ão](ões) da(s) problemática(s).


Em primeiro lugar, cabe abordar que a {1- mazela} apontada(,) é resultado de uma sociedade criada e desenvolvida com a premissa de que a competitividade é um conectivo direto ao sucesso, sendo necessária para a convivência coletiva. (Prova disso,) Segundo o filósofo John Locke, o homem nasce como uma folha em branco, o qual adquire conhecimento por intermédio de experiências e tem a sua vida como “páginas” em branco, que são preenchidas com a educação. Desse modo, enquanto as redes de ensino seguirem incentivando a competitividade, esse será um problema presente em nosso cotidiano. *{ausência do seu tópico frasal de explicação}

obs, d1:
{1}: Quais mazelas? Repita novamente quais as doenças que a competitividade traz ao ser vivo. Use sinônimos.

*Explique, com clareza, quais os danos psicológicos que sociedade sofre ao viver em um ambiente competitivo. Como o sistema educacional instiga os alunos a competirem entre si?! Adentre mais nas argumentações.


Nesse contexto, {2- é fundamental equilibrar a competitividade com a cooperação e o bom senso de coletividade.} (Com isso,) O sociólogo Erving Goffman, em um de seus trabalhos, afirma que, devido à influência de fatores compulsivos, o cidadão perde seu pensamento individual e se junta a uma massa coletiva[,](. Diante disso, é possível) aponta[ndo](r que) [assim] a influência da sociedade na formação psicológica de seus indivíduos (é grave, uma vez que não racionalizam se esses comportamentos são saudáveis ou não), (o) que tendem a seguir o mesmo caminho de seus ancestrais, desenvolvendo assim, um ciclo contínuo e vicioso. (Sendo assim, é necessário que tal problema seja solucionado.)

Obs, d2:
{2}: Ao invés de solucionar a problemática aqui, procure problematizar mais. Quais são as causas para que ocorra a competitividade nas escolas, nos trabalhos? Na introdução você diz que é necessário haver a "análise das causas", mas em nenhum momento você discutiu isso no seu texto, o que quebra a expectativa do leitor, e o corretor pode descontar pontos.


(Portanto,) Em face do relatado, cabe ao poder Executivo, órgão responsável pela fiscalização e execução das leis, em conjunto do Ministério da Educação, realizar alterações efetivas no método de ensino brasileiro, incentivando a cooperação social, e assim, garantir o abrandamento da coletividade e suas consequências. {ausência do meio}


OBSERVAÇÕES GERAIS. 2:

Boa parte dos estudante sente mais dificuldade em organizar as argumentações nos desenvolvimentos, então para explicar isso é necessário entender que para os desenvolvimentos o ideal é que se tenha 4 tópicos frasais, o de iniciação, comprovação, argumentação e finalização. Ou seja, dentro de um desenvolvimento, você deve seguir essa ordem: iniciar afirmando que há um problema, depois usar dados pra comprovar que verdadeiramente isso é um problema, depois explicando e argumentando o pq disso ser um problema, para por fim finalizar dizendo que o problema deve ser solucionado.

Com um exemplo, talvez você compreenda mais facilmente:

{INICIAÇÃO - Diante disso, a depressão e o suicídio são consequências diretas da competitividade no ambiente escolar.}{COMPROVAÇÃO - Prova disso, segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou em uma de suas pesquisas, em 202*, que o Japão possui um dos maiores índices de suicídio entre jovens estudantes no mundo, isso devido a pressão dos pais para com os filhos e os altos índices de competitividade nas escolas do país.}{ARGUMENTAÇÃO - Com isso, é possível entender que o ensino escolar, não somente no Brasil, está defasado, o que traz consequências alarmantes à vida dos alunos, em que muitos veem no suicídio uma forma de escape.}{FINALIZAÇÃO - Sendo assim, é imprescindível que tal problema deixe de existir da realidade brasileira.}

Espero que tenha entendido, abraços!

Se você acha que eu contribuí com seu aprendizado e que minha correção vale o preço de um café, meu pix é [email protected].
Além disso, fiquem a vontade de me mandar mensagem caso surjam dúvidas. ❤
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
88 Exibições
por gabrielrios

A Declaração dos Direitos Humanos, d[…]

Olá, sua proposta faltou alguns agentes. Re[…]

Katsmoking pode corrigir minha redaç&atil[…]

Poderiam corrigir minha redação: por[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM