Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#56009
O ato de se automedicação vem desde a idade média,mas especificamente na época das grandes navegações,onde os viajantes não tinham acesso médico e usavam ervas medicinais e remédios avusso. Com o sucateamento do sistema de saúde, observa-se uma crescente problemática nos âmbitos socio-administrativos,estatais e econômicos.
Acerca desse debate,deve-se entender primeiramente, o impacto causado pelo consumo exorbitante de medicamentos. Estudos feitos pela fio Cruz mostraram uma alta de 33,86% nos casos de intoxicação por fármacos. Grande parte desse índice deve-se á falta de administração por parte dos órgãos de saúde e do estado, por facilitarem o acesso aos medicamentos por meio de drogarias por não exigirem prescrição médica. Com isso a ingestão de substâncias virou cotidiana para as pessoas. Tomar remédios sem análise especializada para problemas pequenos pode acarretar um mascaramento para doenças maiores.
Outro fato relacionado a esse contexto é a busca por melhorias por parte das classes menos favorecidas,por consultas médicas e exames privados. Onde se frustram com o alto custo, e é a insensante espera por atendimento pelo SUS que conduz a sociedade a uma dependência direta de substâncias farmacológicas, que trazem consigo doenças graves causadas pelo acúmulo das mesmas no organismo.
Portanto, a fim de diminuir a automedicação no Brasil, o ministério da saúde juntamente com o Conselho Federal de farmácia poderiam colocar em vigor a lei do fracionamento,assim como campanhas de alerta sobre o seu perigo, com o apoio da ANVISA ( Agência Nacional de Vigilância Sanitária), tendo em vista seu divulgaremos por meio de mídias sociais,digitais e televisivas. Feitas especificamente por pessoas formadoras de opinião e figuras públicas como-atores-atrizes e influenceres das redes sociais. Com uma linguagem mais informal voltada para a sociedade no geral.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Desigualdade social

Delys , com certeza❤ se precisar pode chamar.

A chamada Geração Z formada pelos jo[…]

A história brasileira é marcada por […]

A situação atual do trabalho dom&eac[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM