• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#67468
Na atualidade do século XXI as diretrizes da família mudaram, sendo que, cada um pode formar sua família como achar melhor. Porém, entretanto que o principal é dar amor e afetividade; vale ressaltar alguns pontos que antigamente da idade antiga e média era preciso para se ter uma família e hoje não mais.

. Conforme a antiguidade, o modelo familiar predominante era patriarcal, patrimonial e matrimonial, no qual o "chefe da família" era o responsável por tomar todas as decisões. A família era unicamente construída pelo casamento, não havia em hipótese alguma outra maneira de constituição familiar. Era algo que via das dúvidas prejudicava muito a liberdade de escolhas e decisão, havendo até desigualdade de gênero, pois, a mulher não tinha voz, ponderamos que o machismo predominava naquela época.

.Contudo, não havia a figura do divórcio, era inimaginável, nisso seria a quebra de poderio econômico concretizado pelo casamento. Todavia, a sociedade passou à lutar por direitos iguais e pela valorização da dignidade. Foi então que, de acordo com a constituição Federal de 1988 decreta ao cidadão a liberdade de construir sua própria família, sem distinção de sexo, cor, raça, ou matrimônio.

. Portanto, com o passar do tempo o modelo familiar mudou. Passou a ser abandonado o modelo patriarcal no avanço da sociedade. Na atualidade de hoje, uma família pode ser formada por grau de parentesco, seja por pessoas do mesmo sexo, afetividade, por pais, pelo casamento ou até mesmo por duas pessoas que se sentem atraídas, mas ambos não querem ser reconhecidos como casal perante as leis.

.Portanto pode-se alegar quê; teve uma grande mudança, e hoje em dia pode-se ter uma visão mais estagnada e pouco se crítica como é formada uma família. O ideal seria que toda família tivesse amor e carinho para oferecer à seus integrantes, a distinção de gênero, cor e etc é o de menos, o importante é a pessoa se sentir amada, acolhida, poder ter um porto seguro chamado "família".
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#67576
@Evyy, ei!
Corrigirei sua redação em breve, ok?
Tenho um simulado hoje... no mais tardar, apareço por aqui com sua análise :D
Conte comigo.
#67873
Ei, perdão pela demora! Muito atarefada esses dias.. quase não passei por aqui :oops:

Então, dei uma lida no seu texto e você meio que desenvolveu uma historia. A historia da democratização da família (basicamente). Essa forma de dissertação não condiz com a estrutura do ENEM. Sugiro que você se aprofunde mais nessa questão. Vou te mandar a estrutura que utilizo em minhas produções.
ps: não existe uma quantidade exata de linhas por parágrafo, mas eu gosto de ter um padrão. Vai de você! Vou apenas recomendar.
---/// INTRODUÇÃO (6 linhas)
- Contextualização: citação/alusão sobre o tema.
- Tese: o que a contextualização tem a ver com o tema?
- Argumentação/Encaminhamento: expor as problemáticas (2) que serão abordadas nos desenvolvimentos.

---/// DESENVOLVIMENTO 1 E 2 (18 linhas - 9 para cada)
- Apresentação do argumento: se aprofunda mais na tese citada na introdução
- Desenvolvimento da ideia: fundamentação, provas de que sua tese está correta
- Fechamento: indignação daquele problema citado.

---/// CONCLUSÃO (6 linhas)
- Sempre que for fazer uma proposta de intervenção, observe os 5 elementos exigidos. São eles:
1. AGENTE: quem vai tomar a iniciativa para resolver o impasse? (cabe a/ao)
2. AÇÃO: o que vai ser feito para resolver o problema?
3. MODO/MEIO: qual a maneira que vai ser utilizada pelo agente (por meio de/através de)
4. DETALHAMENTO: especificar alguma parte para convencer
5. FINALIDADE: qual a consequência terá após a resolução dos problemas citados. (a fim de/com a finalidade de).

Vou deixar alguns materiais para você dar uma olhada!
Aguardo o seu próximo texto!

https://download.inep.gov.br/publicacoe ... o-enem.htm

Muito se tem discutido, recentemente, acerca das d[…]

nycolas2005 , muito obrigada, fico feliz pela cor[…]

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio &aacu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM