Avatar do usuário
Por thaysilvaah
Quantidade de postagens
#124795
No documentário, "Arquitetura de Exclusão"(2016) é retratado como os muros visíveis e invisíveis nos centros urbanos aumentam a exclusão social. Analogamente a isso, a arquitetura hostil faz-se realidade no cotidiano nacional, visto o uso de vergalhões e pilastras para impedir a permanência de pessoas em situação de rua em locais públicos. Diante disso, deve-se destacar: a ausência de uma legislação efetiva e a banalização do tema.
Em primeira análise, é válido ressaltar que a ineficácia da legislação eleva a problemática. Gilberto Dimenstein em sua obra "Cidadão de Papel", afirma que a legislação brasileira é ineficaz, visto que, embora exista no papel, não se concretiza na prática. Nesse viés, essa obra de aplica no Brasil, pois apesar de já existir uma lei que proíba a arquitetura hostil, sua fiscalização não ocorre de maneira efetiva, aumentando o número de designs desagradáveis e prejudicando a qualidade de vida dos indivíduos mais vulneráveis socialmente, uma vez que leva a sua exclusão.
Outrossim, é notório que a banalização do tema acarreta o aumento da arquitetura de exclusão. De acordo com a teoria de Karl Marx, "Silenciamento dos Discursos", alguns problemas são omitidos e consequentemente normalizados na sociedade como forma de evitá-los. Nesse sentido, os desafios da arquitetura hostil se encaixam na teoria do sociólogo, uma vez que a exclusão de grupos sem uma moradia digna tem se tornado comum entre os cidadãos, aumentando as desigualdades já existentes e marginalizando esses sujeitos.
Portanto, cabe ao Poder Executivo, por meio de investimentos, melhorar a fiscalização de locais públicos e desenvolver programas para a construção de conjuntos habitacionais, para que os sujeitos em situação de rua possam ter melhores condições de vida. Ademais, é essencial que as redes sociais promovam informações sobre a arquitetura hostil e duas consequências, a fim de erradicar o "design antimendigo".
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
118 Exibições
por Gvlb
3 Respostas 
204 Exibições
por sankx
4 Respostas 
1393 Exibições
por Fortes
1 Respostas 
232 Exibições
por narapinheiro
0 Respostas 
278 Exibições
por giuliaromanm
0 Respostas 
525 Exibições
por maritello
1 Respostas 
568 Exibições
por Vitorinha06
1 Respostas 
4464 Exibições
por gabrielromao
0 Respostas 
238 Exibições
por jsg
1 Respostas 
379 Exibições
por Vitorinha06

@Triny206 @Amandx193 @Flicker2307 @Felipe082 Eaiii[…]

Bancos na era digital

na atualidade o setor bancário, tem passado[…]

Conforme o estatuto da pessoa com deficiênci[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM