• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#71563
A série "Cidade Invisível", lançada em 2021, conseguiu, mediante uma releitura do folclore, resgatar a memória coletiva e reafirmar traços identitários a partir de uma valorização cultural brasileira. Entretanto, no que tange à preservação do patrimônio público nacional, ainda prevalece o descaso populacional e estadual em não demonstrar o devido interesse e preocupação para manter esses traços culturais. Nesse sentido, a fim de assegurar o devido apreço a essa conjuntura, é fundamental resolver a falta de educação patrimonial e a ausência de investimento, o que perpetua a problemática.

A princípio, vale citar que a ausência de relação afetiva, com a importância da história do País, é um dos impasses no qual ocorre pela carência de conhecimento patrimonial. Com isso, faz-se relevante analisar o conceito de "pensamento sistêmico", do sociólogo francês Edgar Morin, sendo um conjunto de partes— causas e efeitos— que se influenciam mutuamente. A partir disso, é válido dizer que essa questão é pertinente, uma vez que a ausência de educação patrimonial exerce uma influência nas ações de um indivíduo, visto que ele não desenvolve o respectivo apreço e respeito por essas artes culturais, gerando agressores que praticam o vandalismo, como expõe o portal de notícia brasileiro G1, ao anunciar que só em Campinas mais de 50% das obras se tornaram alvo de pichações e depredação. Assim, sendo imprescindível que haja um maior ensino sobre o assunto.

Outrossim, é a falta de investimento e incentivo à proteção, no qual gera uma percepção de abandono, das ações coordenadas, pelo poder público. Com isso, de acordo com o filósofo John Locke, o Estado deve garantir a manutenção do direito dos cidadãos de acesso à cultura e lazer. Todavia, nota-se que permanece a dificuldade desse regente em estimular práticas que solucionem e ajudem a população em preservar tais monumentos, como defesa do patrimônio, assim os recursos financeiros— na correção— tornam-se insuficientes, visto que o vandalismo se perpetua na sociedade. Logo, é imperioso atos que não só invistam na estrutura em geral, mas também na visão crítica de um indivíduo.

Sabendo disso, portanto, é fundamental mudanças nessas ocorrências problemáticas. O Poder público do Estado, junto do Congresso Internacional de Arquitetura e Técnicos dos Monumentos Históricos, devem criar uma eficiente promoção do combate ao vandalismo— contendo canais de denúncia e agentes especializados no estudo das obras— a fim de acabar com tal ato imoral e deixar as instalações preservadas de forma que gere o apreço da população.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 193

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 193

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#71739
Oioi, tudo bem? Sou apenas estudante, mas estarei dando minha opinião sobre seu texto.

Azul: apresenta recurso esperado
Vermelho: erro ou falta
Amarelo: ajuste ou não é necessário
Laranja: observações

INTRODUÇÃO:

A série "Cidade Invisível", lançada em 2021, conseguiu, mediante uma releitura do folclore, resgatar a memória coletiva e reafirmar traços identitários a partir de uma valorização cultural brasileira. Entretanto, no que tange à preservação do patrimônio público nacional, ainda prevalece o descaso populacional e estadual em não demonstrar o devido interesse e preocupação para manter esses traços culturais. Nesse sentido, a fim de assegurar o devido apreço a essa conjuntura, é fundamental resolver a falta de educação patrimonial e a ausência de investimento, o que perpetua a problemática.

<< Aqui pelo que entendi, a questão mediante a preservação desse patrimônio é dado pelo descaso da população e do estado. E dentro desse contexto, no outro período, você mostra que respetivamente esse descaso da população é dado pela falta de educação patrimonial e a do estado pela ausência de investimento. Acredito que seja isso! Tive uma certa dificuldade, mas acho que foi por minha interpretação.
Entretanto, seu parágrafo apresenta uma ótima estrutura! >>

DESENVOLVIMENTO 1:

A princípio, vale citar que a ausência de relação afetiva, com a importância da história do País, é um dos impasses no qual ocorre pela carência de conhecimento patrimonial. Com isso, faz-se relevante analisar o conceito de "pensamento sistêmico", do sociólogo francês Edgar Morin, sendo um conjunto de partes— causas e efeitos— que se influenciam mutuamente. A partir disso, é válido dizer que essa questão é pertinente, uma vez que a ausência de educação patrimonial exerce uma influência nas ações de um indivíduo, visto que ele não desenvolve o respectivo apreço e respeito por essas artes culturais, gerando agressores que praticam o vandalismo, como expõe o portal de notícia brasileiro G1, ao anunciar que só em Campinas mais de 50% das obras se tornaram alvo de pichações e depredação. Assim, sendo imprescindível que haja um maior ensino sobre o assunto (FECHAMENTO).

<< Sinceramente, não tenho nenhuma sugestão. Visto que, esse parágrafo está esplêndido! Parabéns! >>

DESENVOLVIMENTO 2:

Outrossim, é a falta de investimento e incentivo à proteção, no qual gera uma percepção de abandono, das ações coordenadas, pelo poder público. Com isso, de acordo com o filósofo John Locke, o Estado deve garantir a manutenção do direito dos cidadãos de( acho que o melhor seria "ao") acesso à cultura e lazer. Todavia, nota-se que permanece a dificuldade desse regente em estimular práticas que solucionem e ajudem a população em preservar tais monumentos, como defesa do patrimônio, assim os recursos financeiros— na correção— tornam-se insuficientes, visto que o vandalismo se perpetua na sociedade. Logo, é imperioso atos que não só invistam na estrutura em geral, mas também na visão crítica de um indivíduo(FECHAMENTO).

<< tudo certo aqui também!! S2

CONCLUSÃO:

Sabendo disso, portanto (acho que aqui, você poderia optar por usar apenas um dos dois), é fundamental mudanças nessas ocorrências problemáticas. O Poder público do Estado, junto do Congresso Internacional de Arquitetura e Técnicos dos Monumentos Históricos (AGENTES), devem criar uma eficiente promoção do combate ao vandalismo (AÇÃO)— contendo canais de denúncia e agentes especializados no estudo das obras (DETALHAMENTO)— a fim de acabar com tal ato imoral e deixar as instalações preservadas de forma que gere o apreço da população (EFEITO).

Proposta de intervenção:
AGENTE: ✅
AÇÃO: ✅
MEIO: ❌ ( Eu tenho uma cerca dificuldade na percepção do meio e detalhamento. Em decorrência disso, não achei esse no seu parágrafo.)
DETALHAMENTO: ✅
EFEITO:✅

Acho que termino minha analise aqui! Espero ter lhe ajudado e parabéns pela sua redação. Beijão <3

⚠️ ATENÇÃO: Como não sei analisar muito bem as competências, irei dar sua pontuação com base nos meus conhecimentos. ⚠️

( Mil desculpas se cometi algum erro ao decorrer da minha análise, não sou profissional.)
#71757
Oiii @EmillyySilva, tudo bem??? Antes de começar a corrigir sua redação eu gostaria de deixar claro que ainda estou no começo do meu processo de aprendizagem então, por favor, me perdoe se errar algo, ok?

observações
comentários
possíveis erros
desnecessário
reescrita/correção

introdução

A série "Cidade Invisível", lançada em 2021, conseguiu, mediante uma releitura do folclore, resgatar a memória coletiva e reafirmar traços identitários a partir de uma valorização cultural brasileira.¹ Entretanto, no que tange à preservação do patrimônio público nacional, ainda prevalece o descaso populacional e estadual em não demonstrar o devido interesse e preocupação para manter esses traços culturais. Nesse sentido, a fim de assegurar o devido apreço a essa conjuntura, é fundamental resolver a falta de educação patrimonial e a ausência de investimento, o que perpetua a problemática.

¹ Embora não seja obrigatório, eu também adoro iniciar a redação com alguma série/filme/livro, é uma boa estratégia!

Boa apresentação do tema, você conseguiu relacioná-lo ao repertório e deixou sua tese bem definida já no final do parágrafo. Pelo o que percebi, também não apresentou nenhum desvio da C1.

Mandou muito bem na introdução, parabéns!!

d1

A princípio, vale citar que a ausência de relação afetiva,¹ com a importância da história do País,¹ é um dos impasses no qual ocorre pela² carência de conhecimento patrimonial. Com isso, faz-se relevante analisar o conceito de "pensamento sistêmico", do sociólogo francês Edgar Morin, sendo um conjunto de partes— causas e efeitos— que se influenciam mutuamente. A partir disso, é válido dizer que essa questão é pertinente, uma vez que a ausência de educação patrimonial exerce uma influência nas ações de um indivíduo, visto que ele não desenvolve o respectivo apreço e respeito por essas artes culturais, gerando agressores que praticam o vandalismo, como expõe o portal de notícia brasileiro G1, ao anunciar que só em Campinas mais de 50% das obras se tornaram alvo de pichações e depredação. Assim, sendo imprescindível que haja um maior ensino sobre o assunto.

¹ Não haveria vírgula aqui.

² Acredito que não caberia o uso de "no qual", portanto, ao invés de "no qual ocorre pela", você poderia ter usado estruturas como "como consequência da", "por causa da", "em decorrência da", entre outras.

Boa argumentação!

d2

Outrossim, é a falta de investimento e incentivo à proteção, no qual gera uma percepção de abandono, das ações coordenadas, pelo poder público.¹ Com isso, de acordo com o filósofo John Locke, o Estado deve garantir a manutenção do direito dos cidadãos de acesso à cultura e lazer. Todavia, nota-se que permanece a dificuldade desse regente em estimular práticas que solucionem e ajudem a população em [a] preservar tais monumentos, como defesa do patrimônio, assim os recursos financeiros— na correção— tornam-se insuficientes, visto que o vandalismo se perpetua na sociedade. Logo, é imperioso atos que não só invistam na estrutura em geral, mas também na visão crítica de um indivíduo.

¹ Ok, vamos por partes. Primeiramente, achei que a estrutura do seu tópico frasal ficou um pouco confusa e isso pode te prejudicar. Tente elaborar os períodos dentro do seu texto de forma mais simples:
"Outrossim, a falta de investimento e incentivo à proteção pelo poder público geram uma percepção de abandono."

No mais, nenhum desvio notável. Apenas tente argumentar de maneira mais direta e clara, ok?

conclusão

Agente
Ação
Meio/modo
Intuito
Detalhamento

Sabendo disso, portanto,¹ é fundamental [que ocorram] mudanças nessas ocorrências problemáticas. O Poder público ² do Estado, junto do Congresso Internacional de Arquitetura e Técnicos dos Monumentos Históricos, devem criar uma eficiente promoção do combate ao vandalismo contendo [através de] canais de denúncia e agentes especializados no estudo das obras³— a fim de acabar com tal ato imoral e deixar as instalações preservadas de forma que gere o apreço da população.

¹ Como já foi dito, use apenas um conectivo conclusivo.

² Poder Público, com letra maiúscula.

³ Infelizmente, sua proposta de intervenção acabou ficando incompleta. Essa parte destacada acabou servindo como detalhamento e, assim, sua proposta ficou com dois detalhamentos: da ação e da finalidade. Como mostrei no parágrafo, isso seria facilmente resolvido mas tente tomar mais cuidado nas próximas redações.
Além disso, uma boa dica é retomar algum repertório citado anteriormente no final da introdução, isso valoriza bastante o seu projeto de texto.

É isso! Parabéns pela redação, lembre-se de que tudo o que citei aqui são pontos a melhorar e o seu desempenho foi muito bom. Conte comigo sempre <3
#71770
Adorei a sua redação! Tema dificílimo, nem sei se saberia trabalha-lho tão bem assim. E redação é seu ponto forte sim, seus textos são incríveis! 🌼💕🐰
#71785
chihirukiki escreveu:Adorei a sua redação! Tema dificílimo, nem sei se saberia trabalha-lho tão bem assim. E redação é seu ponto forte sim, seus textos são incríveis! 🌼💕🐰
Trabalha-lo*** hahaha
#71844
chihirukiki escreveu:Adorei a sua redação! Tema dificílimo, nem sei se saberia trabalha-lho tão bem assim. E redação é seu ponto forte sim, seus textos são incríveis! 🌼💕🐰
Olá Chihiru! obrigada coelhinho. 🦆🍀💚
— Apesar de estar no caminho certo, ainda sofro para fazer redações e acredito que tenho muito que aprender. Aí vida cruel kkk.

— Aah Chiriru! aposto que você faria uma obra prima de redação sobre esse tema, o Machado de Assis ia até chorar, adoro seus textos! 😼👍🏼

Muito se tem discutido, recentemente, acerca das d[…]

nycolas2005 , muito obrigada, fico feliz pela cor[…]

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio &aacu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM